Notícias

DMAE recomenda instalação de válvula de retenção para evitar prejuízos a residências

Somente nos primeiros cinco meses de 2021, mais de duas mil manutenções referentes a refluxos no quintal ou dentro do imóvel foram realizadas pela autarquia
18 de junho de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
COMUNICAÇÃO DMAE

Nos primeiros cinco meses do ano, o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) atendeu 6.884 solicitações de manutenção na rede de esgoto. Desse total, 2.158 (31,35%) foram referentes a refluxos no quintal ou dentro do imóvel. Nestes casos, as equipes de manutenção fazem a desobstrução na rede ou no ramal. Para prevenir refluxos e evitar que se repitam, a autarquia recomenda a instalação de uma válvula de retenção na rede de esgoto.

De acordo com o supervisor de esgotamento sanitário do Dmae, Winds Maciel, a válvula de retenção é instalada em trecho da tubulação entre a rede e a calçada, impedindo que o esgoto volte pela tubulação. O mecanismo conta com uma portinhola que permite que água residual circule em apenas uma direção. “Dessa forma, caso haja entupimento na rede e refluxo, o mecanismo se fecha, impedindo que a água residual, o mau cheiro e até pequenos animais entrem na residência. Evitando situações desagradáveis para o morador”, explicou.

Maciel destaca que a instalação da válvula de retenção é simples, mas deve ser feita por um profissional especializado como pedreiro ou encanador, uma vez que ela fica antes da caixa de inspeção e deve ser nivelada. “Recomendamos a instalação, principalmente em casos de repetição de refluxo de esgoto, porque assim a válvula impede estas situações e os prejuízos decorrentes”, afirmou.

Entupimentos e obstruções

O supervisor também lembrou que, na maioria das vezes, o entupimento ocorre devido ao mau uso da rede de esgoto com o descarte de objetos e óleo de cozinha. A principal orientação é não jogar material sólido em vasos sanitários, pias, ralos e poços de visita. O óleo de cozinha não deve ser descartado na pia “Nas manutenções preventivas realizadas pelo Dmae, encontra-se com frequência panos, sacolas, preservativos, fraldas, pedaços de ferro, madeira, entre outros”, disse.

Objetos como tampa de pasta de dente, cotonetes, cigarros, absorventes, fio dental, cabelo e embalagens plásticas acumulam-se, misturam-se com fios e entopem a rede de esgoto, no interior da residência ou mesmo na rua. Esses materiais devem ser descartados na lixeira do banheiro. Já o óleo de cozinha pode ser entregue na coleta seletiva, nas cooperativas de reciclagem ou no ponto de coleta localizado na sede do Dmae. (Av. Rondon Pacheco, 6400).

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também