Notícias

Prefeitura institui novo programa de parcelamento de crédito a partir da segunda quinzena de julho

Lei complementar que foi sancionada pelo Executivo e publicada nesta sexta-feira (18) possibilita o pagamento de dívidas com o Município em até 10 anos
18 de junho de 2021
Valter de Paula/Secretaria de Governo e Comunicação

Um novo programa municipal de parcelamento de crédito vai possibilitar que contribuintes de Uberlândia com tributos vencidos – inscritos ou não na dívida ativa do Município – possam negociá-los para quitação em até dez anos. A Lei Complementar nº 718 foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM) desta sexta-feira (18) e abrange débitos vencidos de impostos, como o Predial e Territorial Urbano (IPTU) e sobre Serviços (ISS), guardados impedimentos previstos na norma, incluindo créditos tarifários ou não tarifários, vencidos e inscritos na dívida ativa, em cobrança administrativa ou ajuizados, do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae). A nova lei entrará no prazo de 30 dias contados a partir da publicação. (Confira a lei aqui)

“Considerando a situação econômica do nosso país e as dificuldades que todos temos enfrentado em decorrência da pandemia de Covid-19, nossa equipe de Finanças trabalhou nessa lei complementar para que conseguíssemos cumprir com a nossa obrigação legal sem desassistir a população. Portanto, o prazo para pagamento de dívidas foi ampliado de 60 para 120 parcelas. Além disso, o contribuinte tem a facilidade de resolver essa pendência de forma virtual, definindo as condições de parcelamento e emitindo os boletos diretamente do nosso Portal de Negociação, dentro do Portal da Prefeitura”, disse o prefeito Odelmo Leão.

O secretário municipal de Finanças, Henckmar Borges, ressalta que o novo programa de parcelamento permite que o beneficiário recupere a capacidade de obtenção de crédito. “Com a lei recém sancionada pelo prefeito, o contribuinte pode não só parcelar, mas também renegociar parcelamentos anteriores e que, eventualmente, ficaram em atraso. Dessa forma, criamos novas condições para que o cidadão fique em dia com suas contas de uma forma viável, tendo vista a realidade econômica nesta pandemia”.

Como funciona

Conforme a lei complementar, o vencimento da entrada ocorre dez dias a partir da negociação e a primeira parcela deve ser quitada até 30 dias do vencimento da entrada. No caso de parcelamentos, o valor da entrada não poderá ser inferior a 10% do total de débitos. Para reparcelamentos, o percentual da entrada mínima pode variar de 15% a 90%, conforme o número de negociações realizadas anteriormente pelo contribuinte. Além disso, cada parcela não poderá ser menor que R$ 80 para pessoas físicas ou inferior a R$ 150 para pessoas jurídicas.

O contribuinte com dívidas junto ao Dmae ainda pode fazer o parcelamento mesmo que possua valores em atraso no ano de exercício – situação que passou a ser autorizada pela nova legislação municipal e que era vedada anteriormente. Segundo levantamento da Secretaria Municipal de Finanças, além de facilitar a recuperação de crédito de contribuintes, o programa vai ajudar o Município a concretizar a expectativa de arrecadação de tributos para 2021, cujo valor reestimado é de cerca de R$ 1,4 bilhão.

Compartilhe:

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em