Notícias

Prefeitura inicia cadastramento do ‘Fomento Mulher’

Cada beneficiária terá direito a receber R$ 5 mil por meio de linha de crédito viabilizada pelo Incra
24 de junho de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Cleiton Borges/ Secretaria de Governo e Comunicação

A Prefeitura de Uberlândia deu mais um passo no auxílio às mulheres dos assentamentos do município. A Secretaria Municipal de Agronegócio, Economia e Inovação, juntamente com Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), iniciou, nesta semana, o cadastramento de produtoras rurais no programa “Fomento Mulher”. A iniciativa, viabilizada pro meio de cooperação técnica entre o Município e o órgão federal, prevê abertura de linha de crédito de R$ 5 mil para cada unidade familiar beneficiada.

“O Município é responsável por realizar o cadastramento das interessadas e posterior auxílio e acompanhamento de implementação de cada projeto. Temos uma equipe que foi treinada e já começou os trabalhos de cadastramento, apresentando para as mulheres dos assentamentos rurais essa nova oportunidade”, destacou Thalita Costa Jorge, secretária de Agronegócio, Economia e Inovação.

Em Uberlândia, a estimativa é que o programa beneficiará em torno de 900 famílias por meio das atividades desenvolvidas pelas mulheres. A proposta do “Fomento Mulher” é fomentar a implantação de projetos produtivos, promover a segurança alimentar e nutricional, estimular a geração de renda, bem como valorizar o trabalho da mulher na unidade de produção familiar, gerando renda. O pagamento do crédito, em parcela única, é viabilizado pelo Incra e tem período de carência de um ano para ser quitado junto ao Banco do Brasil.

Prefeitura inicia cadastramento do ‘Fomento Mulher’ 1
Cleiton Borges/ Secretaria de Governo e Comunicação

Na manhã desta quinta-feira (24), a equipe da Secretaria de Agronegócio, Economia e Inovação visitou Maria Aparecida Silva, produtora rural do projeto de assentamento rural (PA) Florestan Fernandes e que mostrou total interesse no programa. Ela já tem em mente o destino do recurso. “Eu vou investir em mandioca e, com esse auxílio, vamos conseguir vender para a Associação Camponesa de Produção da Reforma Agrária (Acampra), para o Programa de Aquisição de Alimento (PAA) e também nas feiras de produtores. É uma ajuda muito boa e que vem em boa hora”, explicou a produtora rural.

Todas as trabalhadoras assentadas da reforma agrária atendidas pelo serviço federal de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) podem ser beneficiadas pelo “Fomento Mulher”. Para isso, é necessário que o cadastro esteja atualizado no Incra, não ter recebido o crédito “Apoio Mulher” anteriormente e estar inscrita no CadÚnico.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também