Notícias

Oficina Cultural está disponível para visitação mediante agendamento

Prédio histórico passou por reforma e restauração e dispõe de salas com várias exposições
25 de junho de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Fotos: Araípedes Luz – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo disponibiliza para visitação a Oficina Cultural, com todas as medidas de biossegurança. O prédio com arquitetura histórica do século XX, construído em 1929, foi todo reformado e restaurado e já está aberto para a população. A visitação só será autorizada mediante agendamento que pode ser feito pelo telefone da Oficina Cultural ou do Centro Municipal de Cultura (veja abaixo). Serão autorizados no máximo cinco visitantes por vez, para evitar aglomerações.

A secretária da pasta, Mônica Debs, comemora a reabertura: “A Oficina Cultural é uma das preciosidades de nossa cidade e reabri-la com cautela, com pouquíssimos visitantes agendados e todos fazendo uso de máscaras, álcool em gel e distantes um do outro, torna-se possível a retomada deste prazer de sentir e valorizar a cultura de nossa região com muita segurança. O prédio está lindo, a gestão de Odelmo Leão restaurou todo o edifício em 2020 e neste momento, está disponível para apreciação da sociedade mesmo que de forma ainda restritiva. A Oficina Cultural faz parte da nossa história e a visitação além de segura, vale a pena”, finalizou a secretária.  

Recentemente, o local recebeu verbetes de linguagens artísticas adesivados nas paredes do prédio principal da Oficina, no bloco A, e os painéis expositivos nas paredes do alpendre da Administração, bloco B, contando a história da Oficina Cultural, através de textos e imagens.

Oficina Cultural está disponível para visitação mediante agendamento 1
Fotos: Araípedes Luz – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

A Oficina Cultural está localizada na Praça Clarimundo Carneiro, no centro de Uberlândia. O prédio histórico é um dos principais espaços utilizados pelos artistas locais da cidade e já abrigou uma vasta programação nas mais diversas linguagens e técnicas, como artes plásticas, dança, artesanato, literatura, música e teatro, além de ser reduto de palestras, cursos, exposições, exibição de filmes e apoio à produção artística local. O prédio é composto por cinco blocos com mais de 20 salas para o exercício artístico criativo, sendo dividida em espaços expositivos, salas de aulas, auditório e oficinas ligadas à arte e a cultura, assim como espaços para palestras, mostras e trocas de experiências.

Oficina Cultural está disponível para visitação mediante agendamento 2
Fotos: Araípedes Luz – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

Com vários espaços, estão abertos à visitação na Oficina Cultural:

A sala Geralda Guimarães de Memória, Acervo e Pesquisa Bibliográfica – Biblioteca Setorial de Arte, um espaço para guarda de livros, catálogos, material bibliográfico, exposição permanente de obras do acervo de arte. da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (de caráter tridimensional); a Pinacoteca, uma galeria para exposição permanente do acervo de arte (de caráter bidimensional) da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo; a sala Fundinho Cultura, espaço voltado para o resgate, o estímulo e a manutenção da identidade cultural do bairro e de seus moradores e frequentadores; e a sala Oficina de Gravura Maciej Babinski: voltada para a produção de         imagens na linguagem da gravura, especialmente xilogravura e gravura em metal.

Na Oficina, há ainda a Galeria de Arte Lourdes Saraiva voltada para exposições temporárias com seleção dos artistas via edital, o Auditório Roberto Rezende, sala requisitada por músicos devido ao piano e é dedicada à realização de apresentações musicais, recitais, performances cênicas, dentre outros.  Pelo espaço, o visitante também pode conhecer obras que foram doadas por diferentes artistas ao longo dos anos, formando assim um acervo da Secretaria.

Oficina Cultural está disponível para visitação mediante agendamento 3
Fotos: Araípedes Luz – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

História da Oficina Cultural de Uberlândia

Oficina Cultural de Uberlândia é formada por um complexo de prédios datados do início do século XX, ligados à história da energia elétrica da cidade. Em 1912, foi implantada a primeira companhia de energia elétrica da cidade, a Companhia de Força e Luz de Uberabinha. Clarimundo Carneiro foi o diretor-gerente da companhia e, em 1926, mandou construir o escritório na praça, uma edificação imponente de dois andares. Posteriormente, edificou a sua residência no mesmo terreno, separada dos escritórios por jardins internos. Em 1929, foi criada a Companhia Prada de Eletricidade, que comprou o patrimônio da Cia. de Força e Luz. Os gerentes da Prada passaram a residir nas dependências onde morou Clarimundo Carneiro. Foi tombado em 1985 como Patrimônio Histórico do Município. Em 1995, durante a administração do Prefeito Paulo Ferolla, a Prefeitura de Uberlândia adquiriu o imóvel, reformou e instalou a primeira Oficina Cultural de Minas Gerais.

Com vocação cultural voltada à prática do exercício artístico criativo, suas dependências se dividem em espaços expositivos, salas de aulas e oficinas ligadas à arte e a cultura, assim com espaços para palestras, mostras e trocas de experiências.

Agendamento para visitação na Oficina Cultural:

Oficina Cultural: (34) 3231-8608 e 3214-9889

Centro Municipal de Cultural e Turismo: (34) 3236-8011

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também