Notícias

Vacinação contra Influenza avança com abertura para população em geral

Grupos prioritários ainda não atingiram meta de vacinação de 90%
12 de julho de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Secretaria de Governo e Comunicação/PMU

A Prefeitura de Uberlândia segue, nesta segunda-feira (12), com a 23ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, ampliando a imunização para a população em geral. Também poderão procurar os postos de vacina os grupos prioritários que ainda não foram vacinados, como crianças, gestantes, puérperas, profissionais de saúde, idosos, profissionais de educação, pessoas com comorbidades, profissionais das forças armadas e pessoas com deficiência permanente.

A vacina da gripe na rede pública é trivalente, ou seja, protege contra três tipos de Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. O imunizante é seguro e reduz as complicações que podem levar aos casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Devido a estas complicações, é preciso que o público-alvo compareça aos postos para receber as doses.

“É importante destacar que a Influenza só está controlada porque as pessoas estão imunizadas. Se a imunização não ocorre, se as pessoas não comparecem para serem vacinadas, corremos o risco de termos outro surto de Influenza”, destacou a coordenadora do Programa de Imunização, Claubia Oliveira. Ela ressaltou também que a gripe pode levar à internação e ao óbito, o que impactaria em um aumento na demanda de leitos justamente quando se vive a pandemia de Covid-19.

Esquema vacinal

A vacinação ocorre nas salas de vacina das Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs), das 7h30 às 16h30; das Unidades de Atendimento Integrado (UAIs) dos bairros Tibery, Martins e Planalto, das 8h às 20h; e nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), das 8h às 18h30. Nas UBSs dos bairros Tocantins e Brasil o horário foi estendido, sendo das 8h às 20h.

Para se vacinar, é recomendado que a pessoa leve documento de identidade, cartão de vacina (se tiver) e um documento que comprove situações como comorbidade, deficiência ou vínculo profissional (para as profissões enquadradas no grupo prioritário).

Adesão por grupo prioritário até a última semana:

– Crianças (6 meses a 6 anos): 61,31% (29.476 doses)

– Gestantes: 49,04% (3.559 doses)

– Puérperas: 47,02% (561 doses)

– Profissionais de saúde: 42,36% (7.872 doses)

– Idosos: 43,29% (58.835 doses)

– Profissionais de educação: 37,79% (3.639 doses)

– Comorbidades: 38,52% (8.847 doses)

– Forças armadas: 7,93% (72 doses)

– Pessoas com deficiência permanente: 0,67% (162 doses)

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também