Notícias

Prefeitura de Uberlândia inaugura o Polo Tecnológico Sul

Voltado para empresas de base tecnológica, primeiro empreendimento empresarial público de Uberlândia está localizado em uma área de quase 153 mil m² no bairro Gávea
25 de agosto de 2021
Valter de Paula/Secretaria de Governo e Comunicação PMU

Uberlândia chega aos 133 anos de história com um importante avanço para economia e apoio ao empreendedorismo local. A Prefeitura inaugurou, nesta quarta-feira (25), o seu primeiro loteamento empresarial público: o Polo Tecnológico Sul. A área de 152.845 m², localizada na rua da Carioca, no bairro Gávea, contempla infraestrutura completa para a construção de imóveis voltados para empresas de base tecnológica, totalizando 30 lotes- além de dois lotes para abrigar serviços de apoio.

“A inauguração do Polo Tecnológico Sul é a concretização de um projeto para estímulo da inovação e do empreendedorismo em nossa cidade. Daqui, com certeza, sairão muitas oportunidades em benefício de toda a população, com geração de emprego e renda. Esse é um dos nossos compromissos que assumimos à frente da gestão municipal e que buscamos cumprir com muito trabalho e ação”, disse o prefeito Odelmo Leão.

Originalmente idealizado e tendo sua pedra fundamental lançada ainda durante o segundo mandato do prefeito Odelmo Leão, em 2012, o projeto ficou paralisado de 2013 a 2016 e somente foi retomado em 2017, quando gestor retornou à chefia do Executivo municipal. Na ocasião da retomada, o loteamento ficou associado ao programa de apoio ao setor tecnológico “Inova Uberlândia” e, em 2019, teve a ordem de serviço para início das obras assinada.

Valter de Paula/Secretaria de Governo e Comunicação PMU

Em março de 2020, o Município deu início ao primeiro processo licitatório de 15 lotes, que se encerrou em setembro com a primeira empresa habilitada. Um novo edital está sendo preparado junto às secretarias municipais de Agronegócio, Economia e Inovação e de Administração para a abertura de mais uma concorrência pública.

“Estamos preparando uma alteração na lei que instituiu do Polo para que ela esteja adequada à nova realidade que vivenciamos. É uma lei de 2017. Com a pandemia, tivemos diversas mudanças, o que alterou, principalmente, a dinâmica das relações de trabalho. Isso nos obriga a repensar o que foi aprovado há quatro anos. Uma vez aprovada essa alteração pela Câmara Municipal, poderemos publicar um novo edital para licitação dos lotes”, explicou a secretária de Agronegócio, Economia e Inovação Thalita Jorge.

Valter de Paula/Secretaria de Governo e Comunicação PMU

Estrutura

O projeto executado inclui 20 lotes com áreas entre 600 m² e 960 m², sete lotes médios com áreas de 1 mil m² a 2 mil m² e três lotes entre 3,3 mil m² e 4.850 m². Há ainda dois lotes, cada um com área de 1.665 m², destinados a edificações que abriguem empresas e projetos menores (como startups) e serviços que deem estrutura ao local, como os de conveniência. As obras de infraestrutura foram fiscalizadas pela Secretaria Municipal de Obras e tiveram como executoras as empresas Sigma Engenharia (responsável pela parte civil) e Freitas & Morais Construtora Ltda. (que cuidou das questões envolvendo iluminação e fornecimento de energia para o local).

Na parte civil, foram construídos vias, estacionamentos, ciclovia, calçada, guarita, depósito de resíduos e sistema de drenagem pluvial. Além disso, o espaço conta com uma área de recreação de 25,4 mil metros quadrados, que possui bancos, teatro de arena, mirante e paisagismo, entre outras intervenções.

O Polo Tecnológico Sul ainda conta com um sistema de iluminação pública e redes subterrâneas de energia elétrica. Foram instalados nas vias 76 postes com luz de LED e 36 postes de energia solar- todos com lâmpadas de 90 watts. O fornecimento de energia para todo o loteamento empresarial envolve uma estrutura de seis transformadores de 150 quilovoltamperes (kVA) cada – capacidade equivalente à necessária para abastecer com eletricidade cerca de 100 residências de tamanho médio. Há também circuito interno de câmeras de segurança.

Já na parte de saneamento, o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) executou cerca de 1,8 mil metros de rede de água com e 1,1 mil metros de rede de esgoto com a instalação de 21 poços de visitas (PVs). Foi construído no local uma estação elevatória de esgoto com capacidade para receber 2,7 litros por segundo e bombear para a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Uberabinha.

Acesse aqui para saber mais sobre o Polo Tecnológico Sul

Compartilhe:

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em