Notícias

Uberlândia tem saldo positivo na geração de empregos pelo quarto mês consecutivo

Resultado deixa a cidade como a sexta entre os municípios do interior do Brasil que mais gerou empregos de janeiro a agosto deste ano
29 de setembro de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Divulgação Secom

Reforçando a capacidade de Uberlândia na retomada do cenário econômico, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) apontou saldo positivo na geração de empregos pelo quarto mês consecutivo em 2021. O resultado divulgado nesta quarta-feira (29) pelo Ministério da Economia apontou que 1.093 novas vagas foram criadas na cidade no mês de agosto. Com o desempenho, Uberlândia atingiu a marca de 9.758 postos novos de trabalho ao longo dos últimos oito meses deste ano, colocando a cidade como a sexta melhor posicionada em geração de empregos entre todas as cidades do interior do Brasil neste período.

De acordo com o levantamento, os dados de agosto que ajudaram no saldo positivo mostram 10.599 admissões ante 9.506 demissões, gerando o resultado favorável de 1.093 novas vagas ocupadas no mês. Número que deixa Uberlândia atrás somente da capital Belo Horizonte em todo o estado. Em relação ao acumulado de janeiro a agosto, o resultado também é expressivo, mantendo a cidade como a segunda maior geradora de emprego no estado e a frente de 13 capitais, como Belém (PA), João Pessoa (PB), Maceió (AL), Teresina (PI) e Natal (RN).

“Seguimos trabalhando em todos os setores no intuito de colaborar com a recuperação da economia em meio às dificuldades apresentadas pela pandemia. Portanto, os resultados do Caged vêm mostrando mês a mês que estamos na direção certa. São resultados positivos que trazem de volta, pouco a pouco, a confiança para que a cidade gere mais emprego e renda”, disse o prefeito Odelmo Leão.

Confira os dados: http://pdet.mte.gov.br/novo-caged?view=default

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também