Notícias

Prefeitura registra aumento na adesão ao ensino híbrido

Secretaria Municipal de Educação analisa com otimismo a crescente das médias de presença dos alunos na modalidade
1 de outubro de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Secretaria de Governo e Comunicação / PMU

Desde o início da crise sanitária causada pela pandemia da Covid-19, a Secretaria Municipal de Educação vem trabalhando de forma ininterrupta na manutenção de uma educação de qualidade para os estudantes, mesmo em condições tão adversas. A partir desses esforços veio a criação do programa Escola em Casa, um recurso desenvolvido com o objetivo de oferecer aos estudantes uma maneira de manter uma rotina educacional durante o período de suspensão das aulas, garantindo o direito constitucional das crianças e adolescentes à educação.

Neste momento de retomada parcial das atividades, a SME tem movido grandes esforços para que cada vez mais estudantes retornem fisicamente às salas de aula, uma vez que a mediação e intervenção dos professores é ainda mais eficiente quando as aulas acontecem de forma presencial. Sendo este um dos principais fatores da importância da escola na educação básica na formação e desenvolvimento dos alunos.

Ciente da importância de acompanhar a evolução das alternativas para dar continuidade às atividades em concordância com as medidas contra a Covid-19, a Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), fez um levantamento de como o ensino híbrido nas escolas municipais está sendo aceito pela comunidade escolar. A média semanal de frequência, que já foi de 23% na penúltima semana de julho, atingiu mais de 42% nesta penúltima semana de setembro. Os dados do ensino infantil são ainda mais animadores, passando de 18% para mais de 55% nos mesmos períodos.

“As escolas estão preparadas e nós contamos com o apoio das famílias para ampliar o atendimento que é ofertado com toda segurança, conforme as exigências dos protocolos de biossegurança. Esperamos que a ampliação da faixa etária que está recebendo a vacina contribua para o aumento do atendimento presencial com ainda mais segurança”, afirmou a secretária municipal de Educação Tania Toledo.

Desde a retomada parcial dos alunos às salas de aula, a adesão sofreu oscilações. A média geral de frequência na primeira semana foi de 35%, baixando para os já citados 23% no fim de julho e, desde então, se manteve com um crescimento gradativo até os 42% da última semana de levantamento. Apresentando uma leve queda apenas nas semanas dos feriados de aniversário de Uberlândia e Independência do Brasil, comportamento comum das datas mesmo em condições normais.

Papel da família

Prefeitura registra aumento na adesão ao ensino híbrido 1
Foto: Cleiton Borges – Secretaria de Governo e Comunicação / PMU

A Constituição Brasileira, bem como o Estatuto da Criança do Adolescente, prevê os deveres da família na educação. Seja no ato de “assistir, criar e educar os filhos menores” (Art. 229 da Constituição) ou mesmo “a obrigação de matricular seus filhos ou pupilos na rede regular de ensino” (Art. 55 do ECA).

Com a abertura do período de rematrícula para o ano letivo de 2022 dos alunos inscritos na Rede Municipal de Ensino, que acontece até o dia 19 de outubro, a SME está aproveitando o contato direto com os pais e responsáveis para reforçar sobre as medidas de segurança adotadas para a execução do ensino híbrido, assegurando que esta retomada é importante para o desenvolvimento dos alunos, além de essencial como readequação dos estudantes para o momento em que as aulas voltarem a total normalidade.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também