Notícias

Tarifa Social do Dmae beneficia cerca de duas mil famílias em vulnerabilidade social

21 de outubro de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

A Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth) e do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), oferece às famílias carentes o benefício da tarifa social que consiste na isenção total da conta de água e esgoto, bem como da taxa da coleta de lixo. Atualmente, 1.912 famílias contam com o benefício na cidade.

Para se inscrever, os moradores devem atender os seguintes critérios: renda familiar de até dois salários mínimos; consumo mensal de água de até 20 metros cúbicos e ligação com hidrômetro para o proprietário, locatário ou comodatário do imóvel.  

Para solicitar o benefício, o interessado deve comparecer à Diretoria de Benefício Socioassistenciais, no Centro Administrativo Municipal, e apresentar RG, CPF, Título de Eleitor, Certidão de Casamento ou Nascimento, Certidão de Nascimento dos menores de 16 anos, Carteira de Trabalho, comprovante de renda e a última conta de água do imóvel.

De acordo com a Lei Complementar 309, de 2003, o processo de inclusão é conduzido em conjunto pela Sedesth e Dmae. A Sedesth é responsável pela triagem dos interessados até a verificação das informações declaradas. Após a checagem dos dados, a lista de contemplados é enviada ao Dmae, que providencia a isenção das faturas seguintes.

O prefeito Odelmo Leão destaca que este é um benefício que auxilia no orçamento das famílias, uma vez que o valor economizado pode ser utilizado para outras despesas essenciais. “Temos desenvolvido ações para que a informação da tarifa social alcance mais pessoas, a Sedesth tem notificado as famílias por carta e as assistentes sociais têm visitado moradores que podem ser beneficiados”, disse.

Fique atento!
O quê:
  Cadastro Tarifa Social do Dmae
Quem: Moradores de Uberlândia que se encaixem nos requisitos da Lei 309/03

Horário padrão: De segunda a sexta-feira, das 12h às 17h

Locais:           

– Piso térreo do Centro Administrativo (av. Anselmo Alves dos Santos, nº 600, bloco 2)

– CRAS – Centro de Referência e Assistência Social

Requisitos Lei 309/03

– Ter renda mensal de até 2 salários mínimos;

– Consumo de água mensal de até 20 metros cúbicos;

– Ser proprietário de apenas um imóvel;

– Ligação regular do hidrômetro.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também