Notícias

Palácio dos Leões completa 104 anos

Prédio abriga o Museu Municipal e é uma das mais importantes estruturas arquitetônicas da cidade e guarda acervo que preserva e conta a história de Uberlândia
11 de novembro de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Completando 104 anos neste mês, o Palácio dos Leões segue imponente no centro de Uberlândia. Totalmente revitalizado, o local abriga, em sua arquitetura e acervo, a história da cidade. “São 104 anos de história, muitas coisas foram vividas no Palácio dos Leões e ainda serão, o prédio é um marco de tudo que aconteceu em Uberlândia e hoje, como sede do Museu Municipal é o guardião de riquezas culturais e históricas que a nós pertence. Convidamos todos para que venha conhecer esse local que temos tanto orgulho de chamar de nosso”, destacou Mônica Debs, Secretária de Cultura e Turismo.

Reaberto em junho de 2021 para o público com visitas presenciais, o Palácio dos Leões guarda sob sua proteção a história de Uberlândia, exposta por meio de mostras itinerantes, temporárias e de longa duração, sempre contextualizando o valioso acervo de peças que marcaram o dia a dia da comunidade rural e urbana da região, no Museu Municipal.

Palácio dos Leões completa 104 anos 1
Foto: Arquivo /Secretaria de Governo e Comunicação

Exposições abertas

Atualmente, o Museu Municipal possui quatro exposições em andamento para visitação: Nossas Raízes; Câmara Municipal: fragmentos da história; Palácio de Memórias: Imagens, textos e olhares; e Despedidas e Encontros (Veja abaixo).

– Nossas Raízes

A mostra de longa duração “Nossas Raizes” expõe as primeiras sesmarias, cujos territórios deram origem a este munícipio e que naqueles tempos faziam parte da região conhecida como Sertão da Farinha Podre.

Retrata as primeiras fazendas focando, especialmente, a de “São Francisco de Assis”, de João Pereira da Rocha, com exposição de objetos da época. A cozinha caipira está instalada num cenário que reproduz as antigas casas de pau-a-pique e chão de terra batida.

Uma maquete da primeira formação urbana reconstitui o traçado do Arraial de Nossa Senhora do Carmo e São Sebastião de São Pedro de Uberabinha. Por entre recortes do rego d’água estão representados a primeira igreja, o cemitério, a cadeia, a escola e as primeiras casas de moradia da cidade. E a “Casa do Comércio” reproduz os primeiros estabelecimentos comerciais com sua variedade de produtos.

– Câmara Municipal: fragmentos da história

É uma exposição permanente que apresenta o mobiliário usado pela Câmara Municipal, quando esta funcionou no prédio, nos primeiros anos do século XX.

– Palácio de Memórias: Imagens, textos e olhares

É uma “viagem” pelo Palácio dos Leões, por meio de uma produção audiovisual, apresentado por Aryadne Amâncio, assessora de Programas e Projeto da secretaria, que descreve em ordem cronológica, os principais fatos, exibindo imagens históricas e percorrendo também, o interior do espaço. A exposição encerra-se em abril de 2022.  

– Despedidas e Encontros

Exposição relembra os marcos do combate à pandemia da Covid-19 com objetos utilizados nos atendimentos, como máscaras, frascos das vacinas e vários outros materiais preparados pela Secretaria Municipal de Cultura com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde. A exposição encerra-se dia 30 de novembro, mas voltará após o fim da pandemia com acervo completo.  

Visitações ao espaço

O Palácio dos Leões possui horário de funcionamento para visitação, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30. As visitas são monitoradas e podem ser agendadas pelo telefone (34) 3214-0068. No local é aferida a temperatura dos frequentadores e é obrigatório o uso de máscara e distanciamento e as visitações serão limitadas a 20 pessoas por vez.

Revitalização

Com o início da pandemia em 2020, o Palácio dos Leões foi fechado à visitação presencial, momento em que a Prefeitura de Uberlândia por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, aproveitou para realizar uma revitalização em todo o prédio, que contou com o restauro das esquadrias de portas e janelas, reparos elétrico e hidráulico, modernização do elevador, pintura, restauro de pisos, melhoria do calçamento externo, desobstrução de calhas, entre outros. A restauração incluiu também a instalação de câmeras de videomonitoramento.

História centenária

Em novembro de 1917, a praça Clarimundo Carneiro, na época denominada como Praça Presidente Antônio Carlos ou Paço Municipal, prestigiou a inauguração do Palácio dos Leões. Tendo na época uma característica única no município, o primeiro edifício de dois pavimentos da cidade.  

Projetado por Cypriano Del’Fávero, e construído para abrigar o conjunto municipal formado pela Prefeitura e a Câmara de Vereadores, durante sua existência, também sediou a Coletoria Estadual e a Biblioteca Pública Municipal. Já na década de 1985, passou a integrar a lista de monumentos históricos de Uberlândia, com o tombado pelo Patrimônio Histórico. Mas foi em 1994, que o Palácio dos Leões se tornou um espaço cultural de preservação histórica, passando a exibir com toda opulência que possui, a história de Uberlândia e do Triângulo Mineiro, ao se tornar a sede do Museu Municipal.  

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também