Notícias

Representantes do Governo de Minas conhecem projeto paralímpico referência desenvolvido em Uberlândia

Parceria entre Prefeitura de Uberlândia, Praia Clube e associações atende 56 paratletas em quatro modalidades esportivas
6 de dezembro de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O prefeito Odelmo Leão, o diretor-geral da Futel, Edson Zanatta, a secretária municipal de Governo e Comunicação, Ana Paula Junqueira, e o presidente do Praia Clube, Guto Braga, receberam, nesta segunda-feira (6), a secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá, e o subsecretário de Estado de Esportes, José Francisco Filho, o Pelé, durante evento no Praia Clube. Na ocasião, os representantes do Governo de Minas vieram conhecer o projeto paralímpico bem sucedido criado por meio da parceria entre o Município, o clube privado e associações como o Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU) e a Associação dos Paraplégicos de Uberlândia (Aparu).

No evento, paratletas e atletas de alto rendimento também tiveram a oportunidade de participar de um bate-papo sobre a parceria e ações de inclusão social. A parceria levou o número que antes era de 14 paratletas do alto rendimento, somente na natação do Praia, para 56 distribuídos em mais três modalidades esportivas: bocha, atletismo e halterofilismo. Esses atletas representam Uberlândia e o Time Brasil em competições paralímpicas nacionais e internacionais.

Representantes do Governo de Minas conhecem projeto paralímpico referência desenvolvido em Uberlândia 1

O prefeito Odelmo Leão falou sobre a importância de parcerias público-privadas. “O trabalho em parceria com a iniciativa privada é muito importante para o fortalecimento, principalmente do esporte. Desde o início da parceria, temos colhido excelentes resultados. A tendência é só crescer, porque na vida ninguém realiza nada sozinho. Desde o ano 2000, tenho uma aproximação com o esporte paralímpico, que hoje está bem estruturado na cidade e já colhendo bons resultados”, destacou o prefeito.

 “O princípio da boa parceria é o cumprimento do que é estabelecido entre os parceiros, e aqui vejo que isso acontece. Fiquei emocionada com o vídeo apresentado no início do evento. Muito mais do que esporte estamos vendo aqui um trabalho de inclusão social, que quero pedir licença para levar para todo Estado de Minas Gerais, porque o nosso compromisso é com os mineiros, principalmente com a inclusão, e aqui estamos vendo a força dessa parceria. Aqui eu vejo que o esporte é capaz de transformar a vida das pessoas”, pontuou a secretária de Estado de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá.

Representantes do Governo de Minas conhecem projeto paralímpico referência desenvolvido em Uberlândia 2

O subsecretário de Esportes de Minas Gerais, José Francisco Filho, o Pelé, ídolo do vôlei mineiro e brasileiro também falou sobre inclusão social. “Tive uma infância muito pobre, e superei as dificuldades com trabalho, perseverança e contando sempre com apoio de diversas pessoas. É dessa maneira que procuro trabalhar, porque acredito que o esporte é uma das principais formas de inclusão”, disse.

A parceria

Pela parceria firmada em julho deste ano, a responsabilidade da Futel é oferecer centro de treinamento, profissionais de educação física (treinadores), materiais e equipamentos de uso coletivo, indicar e selecionar atletas que possuem potencial para competir em nível estadual, nacional e internacional e ministrar os treinamentos em todas as modalidades.

Representantes do Governo de Minas conhecem projeto paralímpico referência desenvolvido em Uberlândia 3

Já o Praia Clube fornece aos participantes, acesso à academia do clube, acesso à fisioterapia, condições de sócio-atleta, transporte e alimentação dos atletas nas competições, federação em suas respectivas entidades e a realização das inscrições dos atletas nas competições que participarem.

Neste momento, pela parceria, além dos 14 da natação do Praia, são atendidos outros 30 paratletas no halterofilismo, oito no atletismo, três na natação e um na bocha. Já no esporte olímpico são atendidos 20 atletas na ginástica artística, 30 no atletismo e 40 no judô.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também