Notícias

PIB de Uberlândia cresce e se mantém entre os 25 maiores do Brasil

Indicador do IBGE tem o ano de 2019 como referência e mostra o município com o 4º maior PIB entre cidades do interior do Brasil e o 21º no ranking geral
17 de dezembro de 2021

Uberlândia mantém os bons resultados conquistados desde o retorno da gestão do prefeito Odelmo Leão, em 2017, ao governo municipal. Com a divulgação nesta quinta-feira (17) da atualização do levantamento sobre o Produto Interno Bruto (PIB) dos Municípios pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), a segunda maior cidade de Minas Gerais manteve o 4º lugar entre as cidades do interior do Brasil com o maior PIB. No ranking geral, a cidade também se manteve na 21ª posição, ficando à frente de 16 capitais e de importantes centros urbanos como Paulínia (SP), Sorocaba (SP) e Ribeirão Preto (SP).

O levantamento feito pelo IBGE leva em consideração os valores relacionados aos três setores de atividade econômica, que são Agropecuária, Indústria e Serviços, além dos setores públicos de administração, saúde, educação e seguridade social e os impostos sobre produto. Em Uberlândia, o destaque ficou para o setor de Serviços, que representou quase 47% do PIB da cidade. Em comparação ao ano referência anterior, de 2018, o PIB aumentou de R$ 37,4 bilhões, para R$ 37,6 bilhões, e com um PIB per capita de R$ 54,4 mil. Em Minas Gerais, Uberlândia tem a segunda maior atividade econômica – atrás apenas da capital, Belo Horizonte – e a primeira entre as cidades do interior.

O desempenho da cidade indica que as políticas públicas da administração municipal focada nos setores prioritários (Saúde, Educação, Social e Infraestrutura) e na facilitação ao empreendedor tem dado resultados. Em 2019, por exemplo, a cidade registrou números positivos no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. O ano foi encerrado com saldo positivo de 4.067 postos de trabalhos criados, colocando o município entre as cinco cidades do interior do país que mais geraram empregos na época.

Naquele ano, o Município conseguiu atrair investimentos de porte, como a ampliação do Center Shopping, com aporte de R$ 80 milhões; a chegada do empreendimento da Tamboré Urbanismo, que através da Tegra Incorporadora, investiu R$ 43 milhões, no ano, com estimativa de Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 110 milhões; e o investimento de R$ 40 milhões da Alsol, na criação de parques solares na cidade, por exemplo.

Compartilhe:

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em