Notícias

Uberlândia concretiza projeto de acesso ao esporte profissional e de alto rendimento

Ao assumir a estrutura esportiva do Sesi Gravatás recentemente e firmar importantes parcerias, Município amplia perspectivas para que crianças e jovens cheguem às equipes de competição
3 de fevereiro de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Com o aluguel da estrutura esportiva do Sesi Gravatás e as parcerias recentemente firmadas com o Praia Clube e com o Esporte Social Uberlândia (Essube), a Prefeitura de Uberlândia, por meio da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel), ganha mais uma importante função além do papel social que sempre desempenhou: possibilitar o acesso e fomentar o esporte de alto rendimento, revelando atletas profissionais nas mais diversas modalidades olímpicas (como atletismo, ginástica artística, vôlei e futebol) e paralímpicas (como o atletismo e o halterofilismo).

O novo papel se deve ao fato de que as parcerias firmadas e a estrutura oferecida pelo Sesi Gravatás dão plenas condições, tanto estruturais quanto financeiras, para que Uberlândia invista na formação de atletas de alto rendimento, visando competições regionais, nacionais e até mesmo internacionais. Para isso, a fundação oferecerá um trabalho contínuo e promoverá, já a partir deste ano, diversas competições internas com o objetivo de identificar potenciais atletas.

A partir dessa identificação, as crianças e adolescentes serão encaminhados para as equipes de alto rendimento e passarão a contar com uma estrutura completa para seu desenvolvimento, com academias e fisioterapia, além da orientação de treinadores experientes, considerados referências regionais em suas modalidades. Atualmente, a Futel conta com aproximadamente 100 profissionais de educação física, dos quais 25 atuarão no Sesi Gravatás, e oferece gratuitamente à população 26 modalidades (entre olímpicas, paralímpicas e atividades de qualidade de vida) em 24 estruturas esportivas (núcleos e poliesportivos).

Outra questão relevante é que os atletas e paratletas de alto rendimento serão federados e participarão de competições regionais, nacionais e internacionais sem custo algum, já que as despesas serão de responsabilidade das associações parceiras e, em alguns casos, da própria Futel.

Tudo isso será feito sem deixar de lado o trabalho social realizado há anos e tido como referência em todo o Brasil, ou seja, crianças e adolescentes de 6 a 18 anos que desejam praticar atividades esportivas como forma de recreação continuarão a integrar as escolinhas da Futel.

“Sempre investimos no papel transformador do esporte, oferecendo atividades gratuitas a crianças e a adolescentes em diversas modalidades esportivas. Agora, a responsabilidade da Futel passa a ser ainda maior, pois ela desempenhará também o papel de formar atletas de alto nível não só para disputar grandes competições, mas para encontrar no esporte uma oportunidade profissional, com a missão de tornar Uberlândia um grande polo de referência em várias modalidades”, destacou o prefeito Odelmo Leão.

Uberlândia concretiza projeto de acesso ao esporte profissional e de alto rendimento 1

Primeiros resultados

No caso da parceria com o Praia Clube, por exemplo, os resultados já são evidentes. Desde julho – quando a parceria foi firmada – já são muitos os resultados alcançados: a equipe de atletismo soma 31 medalhas nas competições que participou (Campeonato Estadual de Atletismo Sub-14, Sub-16 e Sub-18, Festival de Atletismo da Federação Mineira, Jogos Ecolares Brasileiros, Campeonato Brasileiro de Atletismo Sub-16, Circuito de Corridas de Rua de Uberaba e Copa Minas Loterias Caixa de Atletismo) e a equipe de ginástica artística conquistou três medalhas no Torneio Nacional de Ginástica Artística.

Pela parceria, cabe à Futel oferecer centro de treinamento, profissionais de educação física (técnicos), materiais e equipamentos de uso coletivo, indicar e selecionar atletas que possuem potencial para competir em nível estadual, nacional e internacional e ministrar os treinamentos em todas as modalidades.

Já o Praia Clube fornece, aos atletas participantes, uniformes, acesso à academia do clube, acesso à fisioterapia, condições de sócio-atleta, transporte e alimentação dos atletas nas competições, federação dos atletas em suas respectivas entidades e a realização das inscrições dos atletas nas competições que forem participar.

Ao longo de 2021, a Futel também manteve o trabalho com as equipes de alto rendimento de vôlei feminino nas categorias sub-15 e sub-17 e no futsal masculino nas categorias sub-11, sub-13 e sub-15, inclusive com a conquista da medalha de bronze no Campeonato Mineiro de Vôlei do Interior na categoria sub-15 e o quarto lugar no sub-17, além da classificação para as semifinais do Campeonato Mineiro de Futsal do Interior na categoria sub-11.

Essube

Outro importante passo dado pela Futel rumo ao fomento do alto rendimento foi o acordo de cooperação entre a Futel e o Essube, com interveniência do Uberlândia Esporte Clube e anuência do Praia Clube. Com a parceria, as equipes de futebol de alto rendimento da Futel e do Essube se fundiram e todos os atletas serão colocados à disposição do Uberlândia Esporte Clube caso sejam chamados para integrar as categorias de base. A seletiva para as categorias sub-11 , sub-13 , sub-17  e sub-15 com o objetivo de selecionar atletas para integrar a equipe Essube/Futel e colocá-los à disposição do Uberlândia Esporte Clube ocorreu no início de janeiro.

Uberlândia concretiza projeto de acesso ao esporte profissional e de alto rendimento 2

Sesi Gravatás

Em janeiro, a Futel também assumiu oficialmente a estrutura esportiva do Sesi Gravatás, espaço alugado pela Prefeitura de Uberlândia, por meio da Futel por um período de dez anos. Inicialmente, o local abrangerá oito modalidades de iniciação esportiva (natação, futebol de campo, futsal, vôlei, futebol society, basquete, capoeira e atletismo), uma modalidade olímpica de alto rendimento (atletismo), três atividades de qualidade de vida (hidroginástica, ginástica funcional e caminhada orientada) e três modalidades paralímpicas de iniciação e alto rendimento (atletismo, natação e halterofilismo). No caso do paradesporto, as atividades são oferecidas por meio de parcerias entre a Futel, Praia Clube e o Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia (CDDU), a Associação dos Paraplégicos de Uberlândia (Aparu), a Associação dos Deficientes Visuais do Triângulo Mineiro (Adevitrim) e a Associação dos Deficientes Visuais de Uberlândia (Adeviudi).

No local, os alunos terão acesso à iniciação esportiva e aqueles que se destacarem na prática das atividades serão encaminhados para as equipes de alto rendimento para que assim tenham a oportunidade de participar de importantes competições nas mais diversas modalidades.

Estrutura esportiva

A estrutura esportiva do Sesi Gravatás engloba duas piscinas semiolímpicas, pista de atletismo, arena de areia (com quatro quadras), campo society sintético, campo de grama natural, academia com equipamentos, salas para atividades físicas, sala de fisioterapia com equipamentos, vestiários masculinos e femininos, banheiros, depósito e estacionamento. Todos esses espaços poderão ser utilizados de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e, excepcionalmente, aos fins de semana, em caso de eventos e competições esportivas. Foram abertas cerca de 1,7 mil vagas gratuitas para as atividades, oferecidas gratuitamente à população.

Boas expectativas

Segundo o diretor geral da Futel, Edson Zanatta, os resultados no alto rendimento devem crescer em 2022. “Encerramos o ano de 2021 com duas importantes parcerias firmadas e com o contrato de aluguel do Sesi Gravatás assinado. A partir de agora, iniciaremos um trabalho intenso para formar atletas que sejam referência nacional, assim como já acontece no paradesporto, oferecido junto às associações parceiras”, completou.

O paradesporto uberlandense também será beneficiado pelo aluguel da estrutura esportiva do Sesi Gravatás, já que o local concentrará atletismo, natação e halterofilismo. “Em 2021, os resultados obtidos pela Futel e associações parceiras no paradesporto foram excelentes. Alguns exemplos são as 123 medalhas no Meeting Loterias Caixa conquistadas pelas equipes Aparu/Futel e CDDU/Praia Clube/Futel, as 5 medalhas no Campeonato Brasileiro de Atletismo da CBDI (Confederação Brasileira de Desportos para Deficientes Intelectuais) pela Aparu/Futel, as três medalhas da CDDU/Praia Clube/Futel na Copa do Mundo de Halterofilismo e as duas medalhas de ouro da CDDU/Praia Clube/Futel no Campeonato Mundial de Halterofilismo. A partir de agora, com a estrutura do Sesi Gravatás à disposição dos paratletas, a expectativa é que os resultados alcançados sejam ainda melhores”, completou Zanatta.

Além das modalidades paralímpicas oferecidas no Sesi Gravatás (atletismo, halterofilismo e natação), a Futel continuará oferecendo no CIE (Centro de Iniciação ao Esporte), outras três modalidades paralímpicas: bocha, goalball e parabadminton.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também