Notícias

Líder do executivo lança Pacto pela Alfabetização na rede municipal de ensino

Serão beneficiados aproximadamente 20 mil alunos do 1º ao 5º ano da rede municipal de ensino
7 de fevereiro de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Fotos: Valter de Paula – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

A Prefeitura de Uberlândia está implementando mais uma melhoria na educação municipal da cidade. O prefeito Odelmo Leão lançou, nesta segunda-feira (7), o Pacto pela Alfabetização, que prioriza a alfabetização das crianças no primeiro ano do ensino fundamental. O evento foi realizado nesta tarde, no auditório Cícero Diniz, no Centro Administrativo Municipal Virgílio Galassi.

Na oportunidade, foi assinado um Acordo de Cooperação entre o Município, o Instituto Projeto de Vida (Uberlândia) e o Instituto Raiar (Brasília). Conforme o documento, firmado entre as partes, caberá aos institutos o fomento financeiro e apoio gerencial para execução do Pacto, por meio da aquisição de material didático para alunos e professores, da capacitação das equipes, e a oferta de instrumentos de monitoramento que possibilitarão as adequações necessárias durante a execução do projeto. A implantação do Pacto também conta com o Instituto Alfa e Beto (Brasília) como parceiro técnico. O Acordo terá duração de três anos e, com ele, o município passa a ter um plano estruturado de recuperação em 12 meses dos impactos de aprendizagem provocados pela pandemia de Covid-19 nesses estudantes.

O prefeito Odelmo Leão ressaltou a importância da medida, uma vez que se é necessário trazer novas ações para bons resultados na educação pública. “Nossas crianças são o nosso futuro, por isso, nos esforçamos para mitigar as adversidades trazidas pela pandemia na educação, com a implementação de novas ferramentas, a entrega de tablets com internet, disponibilização de aulas on-line e em canal aberto e a distribuição de materiais didáticos. Portanto, hoje, com a implantação do Pacto pela Alfabetização, nossas crianças terão mais um aliado para aperfeiçoar o aprendizado”, disse.

A secretária municipal de Governo e Comunicação, Ana Paula Junqueira, explicou também que o Pacto é um compromisso da gestão em aperfeiçoar o cenário de alfabetização dos estudantes, dificultado pela pandemia. “Esse pacto foi formalizado pela adesão de todas as 54 escolas da rede municipal e as duas OSCs conveniadas. São 686 professores, além de 112 diretores e analistas que estão sendo capacitados para melhorarem a alfabetização de quase 20 mil crianças da rede municipal. A nossa gestão está comprometida em proporcionar uma boa formação básica aos estudantes, por meio de ferramentas, estratégias e parcerias técnicas que possam aprimorar este desenvolvimento”, pontuou a chefe da pasta.   

Implantação do Pacto pela Alfabetização

A iniciativa prevê a implantação colaborativa de uma política pública de alfabetização. Inicialmente, o Pacto Pela Alfabetização envolveria apenas estudantes do 1º e 2º anos, mas, com o retorno do ensino presencial, no ano passado, foi contratada pelo Instituto Projeto de Vida uma avaliação diagnóstica, na qual foi percebida a necessidade de expandir o projeto também para os alunos do 3º ao 5º ano.

Líder do executivo lança Pacto pela Alfabetização na rede municipal de ensino 1
Fotos: Valter de Paula – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

O programa atuará no ciclo completo de alfabetização em crianças que entrarão no primeiro ano do ensino fundamental, neste ano de 2022. O projeto também compreende as dificuldades no aprendizado causado pelo isolamento em crianças de outras faixas etárias, que estão em diferentes etapas do ensino. “Desde o começo da pandemia, temos monitorado o desenvolvimento de nossas crianças e criado ferramentas, a medida do possível, para aprimorar este aprendizado. O Pacto pela Alfabetização utiliza uma metodologia baseada em evidências que permitirá acompanhar o desenvolvimento de cada aluno, cada turma e cada escola. Com o Pacto esperamos que haja melhoria dos indicadores de alfabetização e consequentemente as crianças tenham a oportunidade de conquistar uma trajetória escolar que lhes assegure a educação que têm direito”, explicou a secretária municipal de Educação, Tânia Toledo.

Para Raquel Garcia, presidente-executiva do Instituto Projeto de Vida, o Pacto pela Alfabetização poderá destacar Uberlândia como referência nacional na alfabetização. “A gente vem estruturando a metodologia que já está sendo implantada, a partir de agora, para melhorar substancialmente a qualidade da educação de nossas crianças da rede municipal de ensino, transformando a realidade delas. E estamos muito felizes por somar e fazer parte dessa história”.  

A diretora-executiva do Instituto Raiar, Jaqueline Machado, ressalta, também, que a implantação do projeto foi resultado da mobilização da gestão Odelmo, do entusiasmo dos educadores e da união de parceiros. “Todos deram as mãos. Quando apresentamos a proposta ao Instituto Projeto de Vida, rapidamente os representantes se encantaram com a ideia e se comprometeram com o levantamento do investimento com grandes parceiros que, neste primeiro ano, será de R$ 4 milhões de reais. O engajamento da Prefeitura e dos profissionais de educação também edificou para que tudo acontecesse”, celebrou a representante do instituto.  

 No primeiro ano, a metodologia aplicada será com a utilização do material didático do Alfa e Beto ao longo de todo o ano. Para o segundo ano, a metodologia será desenvolvida em um tempo um pouco menor, por volta de um semestre. Para as crianças do terceiro ano, haverá o processo de aceleração de alfabetização, para aprimorar a leitura e escrita, utilizando o material em parte do tempo pedagógico da sala de aula. Já para o quarto e quinto ano, a estratégia educacional para qualificação da aprendizagem será com o foco das ações em sala de aula na consolidação da alfabetização e no reforço aos alunos com dificuldades na leitura e escrita, em atendimento extraclasse. Para isso, o município realizou a contratação temporária de 180 professores, que atuarão neste primeiro semestre na rede municipal de ensino.

A implantação do Pacto em Uberlândia está em consonância com a Política Nacional de Alfabetização (PNA), conduzida pelo Ministério da Educação (MEC). A PNA visa elevar a qualidade da alfabetização, combater o analfabetismo em todo o território brasileiro e promover práticas de alfabetização mais eficazes, a fim de criar melhores condições para o ensino e a aprendizagem das habilidades de leitura e de escrita em todo o país.

A metodologia que será implantada na rede municipal de Uberlândia é a chamada Sistema de Ensino Estruturado. No país, é a estratégia que tem as maiores evidências de resultados na melhoria da qualidade da aprendizagem em Redes de Educação. É a mesma utilizada por cidades como Teresina, no Piauí, referência em qualidade da educação pública no país com mais de 80% dos alunos alfabetizados ao final do primeiro ano. 

Sobre o Pacto pela Alfabetização

O Pacto pela Alfabetização atua para garantir o direito constitucional de cada criança à educação básica de qualidade. Utiliza uma metodologia baseada em evidências que permite acompanhar o desenvolvimento de cada aluno, cada turma e cada escola, avaliando conquistas e corrigindo lacunas de aprendizagem sempre que necessário. O programa ainda oferece apoio à prática pedagógica dos professores, por meio de capacitações; realiza modelagem de gestão, qualificando os processos da coordenação à execução da aprendizagem; e incentiva a atuação em rede, unindo pais, professores, gestores e demais membros da comunidade escolar pelo sonho da alfabetização.

Mais informações: pactopelaalfabetizacao.com.br

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também