Notícias

Prefeitura lança projeto de Educação Ambiental para a rede municipal de ensino

Objetivo é ampliar a conscientização sobre os cuidados com o meio ambiente entre estudantes e comunidade escolar
9 de março de 2022

O ano letivo de 2022 está com boas novidades na rede municipal de ensino. Nesta quarta-feira (9), o prefeito Odelmo Leão lançou o programa de Educação Ambiental para a rede municipal de ensino. O evento de lançamento, realizado no auditório do Centro Administrativo Municipal, contou também com a participação do vice-governador de Minas Gerais, Paulo Brant. Na ocasião, o chefe do executivo assinou um decreto municipal que institui a Política e o Sistema Municipal de Educação Ambiental (PMEA e SISMEA).

O prefeito enfatizou a importância de trabalhar as questões ambientais dentro das salas de aulas. “Não é possível pensar em educação escolar sem a Educação Ambiental. A qualidade de vida dos estudantes, pais, profissionais da educação e de toda uma comunidade está ligada na melhoria do meio ambiente. A Educação Ambiental muda atitudes, hábitos, mostrando que cada pessoa é responsável por proteger o meio ambiente”, disse Odelmo Leão.

Para o vice-governador de Minas Gerais, cada vez mais a preocupação ambiental está implícita nas pessoas. “Ninguém vai deixar de reconhecer que o futuro do nosso planeta passa pela nossa atitude daqui pra frente”, pontuou Paulo.

A partir deste ano letivo, a Secretaria Municipal de Educação sistematizará a discussão sobre as questões ambientais por meio do programa Educação Ambiental. O tema sempre foi abordado no processo de ensino e aprendizagem, mas foi organizado com a definição de Eixos Temáticos que todas as escolas trabalharão, aprofundando as questões ambientais ao longo de todo o ano escolar. Os temas serão “A Água”, “Fauna e flora silvestre e urbanização”, “Mudanças climáticas” e “Resíduos sólidos”.

Para a secretária da pasta, Tania Toledo, a aplicação da Educação Ambiental é essencial no processo educativo. “O professor diante dos estudantes é uma ferramenta poderosa de ação e de contribuição na evolução da cidadania de cada um. Ampliar o olhar para o meio ambiente, discutir a sustentabilidade, o cuidado com o lixo, a água, o solo, tudo isso eleva o conhecimento, a intelectualidade e afina cada estudante como cidadão, melhorando a realidade ambiental ao seu redor”.

Foto: Valter de Paula – Secretaria de Governo e Comunicação / PMU

A expectativa é que seja criada uma identidade para a educação ambiental no município, desenvolvida em toda a rede municipal de ensino. Desta forma, haverá uma maior conscientização dos estudantes e da comunidade escolar para o desenvolvimento deuma cultura de respeito à vida e ao meio ambiente de forma individual e coletiva. Os trabalhos serão feitos em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Serviços Urbanos e o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae).

Educação Ambiental nas escolas

Nos primeiros meses de 2022, os professores introduzirão a Educação Ambiental com os estudantes, por meio de uma temática geral, “Autoconhecimento e meio ambiente”, seguindo a dinâmica definida em cada etapa de ensino. A Educação Ambiental será desenvolvida em todas as etapas de ensino, contemplando a educação infantil, o ensino fundamental, a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e o Programa Municipal de Alfabetização de Jovens e Adultos (Pmaja).

Na educação infantil, a abordagem será feita pelos campos de experiências, já previstos no currículo, durante o dia a dia. Do primeiro ao quinto ano e no Pmaja, o programa será abordado pelos professores regentes, assegurando uma hora/aula semanal. Do sexto ao nono ano, serão quatro horas/aulas mensais, somando-se aos componentes curriculares de Ciências da Natureza (duas horas/aulas mensais) e Geografia (duas horas/aulas mensais). Na EJA, serão duas horas/aulas mensais, que serão incrementadas aos componentes curriculares de Ciências da Natureza (uma hora/aula mensal) e Geografia (uma hora/aula mensal).

Educação Ambiental no Brasil

A Educação Ambiental (EA) é mencionada na legislação brasileira, em específico no artigo 225 da Constituição Federal e regulamentada pela Política Nacional de Educação Ambiental (PRONEA), do Ministério da Educação. O trabalho com a Educação Ambiental é citado ainda no documento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em sua introdução, como um tema que afeta a vida humana em diferentes escalas de abrangência, desde a local, até a mais distante global.

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em