Notícias

Espetáculo marca os 14 anos do Centro de Convivência e Cultura de Saúde Mental

Apresentação aberta ao público será na próxima quinta-feira (31) no Cineteatro Nininha Rocha às 14h
30 de março de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Fotos: Danilo Henriques/Secretaria de Governo e Comunicação

Desde 2008, o Centro de Convivência e Cultura de Saúde Mental é um aliado da Rede de Atenção Psicossocial da Prefeitura de Uberlândia no cuidado e assistência aos pacientes que precisam destes serviços. Para celebrar os 14 anos da inauguração do espaço, a Secretaria Municipal de Saúde realizada nesta quinta-feira (31), às 14h, o espetáculo “Talentosamente: 14 anos de Arte, Cultura e Saúde Mental”. O evento acontece no Cineteatro Nininha Rocha, no Centro Municipal de Cultura, com entrada gratuita.

O espetáculo será apresentado pelos pacientes, que, por meio da dança, da música, do teatro e de performances de audiovisual, transmitirão a arte com um novo significado, além da exposição de suas lutas diárias.

“Este espetáculo nasce da junção de todos os nossos processos criativos. Por meio das apresentações também queremos ampliar o reconhecimento artístico dos usuários da saúde mental na sociedade”, conta a gerente do Centro de Convivência e Cultura de Saúde Mental, Aline Schwartz.  

Espaço para criatividade e inclusão

A fim de construir um novo olhar para a pessoa com transtorno mental grave e proporcionar conhecimento, sociabilidade, inclusão e produção cultural, em março de 2008, nasceu o Centro de Convivência e Cultura de Saúde Mental.

Com o suporte de uma equipe multiprofissional, o trabalho vai além da clínica subjetiva dos transtornos mentais, já que estimulam e criam o resgate de laços sociais, culturais que são fundamentais para a melhoria de qualidade de vida do usuário do serviço.

No espaço, que funciona na rua Patrulheiro Osmar Tavares, 1.516, no bairro Santa Mônica, são ministradas oficinas, práticas corporais e expressivas de forma lúdico-operativa, como pintura, reciclagem, bordado, fuxico, leitura, passeios, relaxamento, caminhadas e outras, que permitem ao usuário ressignificar seu convívio com o mundo.

“O Centro de Convivência é um espaço de interação acessível e capaz de promover novas perspectivas e oportunidades através da arte. As atividades são realizadas diariamente e cada paciente pode escolher o que estiver de acordo com seu interesse ou condição físico-emocional. Para participar das atividades, os pacientes devem ser encaminhados pelas unidades de básicas de saúde da rede municipal, pelos Centros de Atenção Psicossocial ou também por profissionais da rede particular”.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load