Notícias

Mães com crianças internadas terão gratuidade na tarifa do transporte público

Benefício é para mães de baixa renda que tenham filhos internados em UTI neonatal da rede pública; gratuidade da tarifa foi possível após acordo entre Município e o MPE
11 de abril de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O acompanhamento da mãe durante a internação dos filhos é essencial para o fortalecimento do vínculo e a amamentação em uma fase vital para a criança recém-nascida. Para facilitar o acesso às unidades hospitalares da rede pública, a Prefeitura de Uberlândia custeará a tarifa do transporte coletivo público urbano das mães de baixa renda no deslocamento entre a residência e a unidade onde a criança está hospitalizada. A ação foi possível após um acordo entre o Município e o Ministério Público Estadual (MPE).

Para ter direito à gratuidade na tarifa, a mãe interessada deve procurar o serviço social da UTI Neonatal do Hospital e Maternidade Municipal Doutor Odelmo Leão Carneiro (HMMDOLC) ou do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). Após a apresentação dos documentos necessários, a mãe deve procurar o Setor de Gratuidade do Terminal Central, localizado na Avenida João Pinheiro 112, 2º Piso, no Centro. Com toda a documentação exigida, o setor fará a liberação dos passes diários referentes ao trajeto de ida e volta, conforme já acontece com os pacientes renais crônicos e oncológicos. 

Para a coordenadora da Atenção Primária à Saúde, Karina Kelly de Oliveira, ter esse benefício em um momento tão delicado contribui para o bem-estar da família. “Sabemos que muitas famílias têm dificuldades financeiras e o custo da tarifa diariamente impacta no orçamento. Com essa gratuidade, estamos garantindo o direito à mãe de estar com seu filho em uma fase essencial para a recuperação da saúde dos recém-nascidos”.

A resolução Nº2/2022, com todas as informações e documentação necessária para a gratuidade, foi publicada na quarta-feira (6) e pode ser acessada aqui.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também