Notícias

Fisioterapia da Atenção Primária da rede municipal de Saúde promove bem-estar aos pacientes

Tratamento é oferecido em todas as unidades de Saúde do município com atendimento individual ou em grupos
18 de abril de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Divulgação

A recuperação e qualidade de vida do paciente passa, muitas vezes, por uma importante etapa: a fisioterapia. Na rede municipal de saúde, equipes de fisioterapeutas da Atenção Primária à Saúde (APS) têm atuado de forma humanizada com os pacientes. O trabalho dos 42 profissionais consiste na prevenção de deformidades e complicações, reabilitação, bem como orientações aos pacientes e familiares.

O atendimento é aplicado em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) e serviços especializados como o Centro Vida, Centro Especializado em Reabilitação, Centro de Especialidades da Missão Sal da Terra, entre outros.

A servidora do Núcleo de Atenção Primária da rede municipal de Saúde, Marcella Furtado, ressalta que o trabalho desenvolvido pelos fisioterapeutas acontece com acolhimento, avaliação, estratificação de risco e reabilitação, que pode ser feito de forma individual ou em grupos para as condições crônicas, conforme o Plano de cuidados estabelecido para o paciente. “Além disso, os fisioterapeutas fazem visitas domiciliares para pacientes acamados e seus familiares sobre os exercícios motores e respiratórios.

Segundo a servidora da rede municipal de Saúde, grande parte dos pacientes atendidos na fisioterapia da rede municipal possuem diagnósticos como fibromialgia, dores musculoesqueléticas crônicas ou sequelas pós-covid. “A fisioterapia oferece de forma eficiente, uma melhor funcionalidade e qualidade de vida para os pacientes, para isso são realizados exercícios específicos, alongamentos, orientações posturais, exercícios respiratórios reabilitando o paciente”, destacou a profissional.

Qualidade de vida

Atendida na UBSF do São Jorge, a dona Maria das Graças, de 63 anos, tem fibromialgia e a fisioterapia trouxe benefícios no dia a dia. “Eu sofro com as dores causadas pela fibromialgia, principalmente na coluna e nos braços. Antes, eu não conseguia fazer as tarefas de casa como varrer ou lavar, e com as sessões de fisioterapia que faço e, meu corpo reage muito bem, as dores amenizaram e hoje, eu consigo cuidar da minha casa. E os profissionais são muito carinhosos e atenciosos com a gente”, enfatizou dona Maria.

Já para Joselita Lima, de 48 anos, também paciente da UBSF São Jorge, as sessões de fisioterapia são sinônimos de alívio. “Sou auxiliar de serviços gerais e, pela função, eu sinto dores nos joelhos, nos braços e na coluna, devido a hérnia de disco. Comecei o tratamento recente e com algumas sessões já me sinto bem melhor. Não esperava este resultado. Eu já estava perdendo os movimentos das mãos, e, agora evoluí muito rápido. Aqui, os fisioterapeutas são excelentes e nos acolhem muito bem”, pontuou Joselita.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também