Notícias

Equipe parceira da Futel se prepara para Campeonato Brasileiro de Halterofilismo

Equipe uberlandense busca o pentacampeonato entre os dias 4 e 7 de maio, em São Paulo
27 de abril de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

O Clube Desportivo para Deficientes de Uberlândia, associação parceira da Fundação Uberlandense do Turismo, Esporte e Lazer (Futel) e do Praia Clube, se prepara para disputar o Campeonato Brasileiro de Halterofilismo Paralímpico, competição que acontece no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, entre os dias 4 e 7 de maio. A competição volta a acontecer depois de dois anos de interrupção por conta da pandemia da Covid-19 e tem a equipe uberlandense como campeã das quatro últimas edições, disputadas em 2016, 2017, 2018 e 2019.

Como lembra o treinador Weverton Santos, profissional de educação física da Futel, a equipe CDDU/Futel/Praia Clube será representada por 21 paratletas no Campeonato Brasileiro de Halterofilismo Paralímpico. “É uma competição muito importante e toda a equipe está bem focada para alcançar excelentes resultados, superar marcas individuais e, principalmente, buscar o pentacampeonato”, ressaltou.

A paratleta Edilândia Araújo, da categoria acima de 88 kg, está otimista. “Tenho treinado bastante e acredito que nossa equipe será um dos destaques da competição, pois está muito focada em dar o seu melhor”, disse.

A classificação dos 21 paratletas para o Campeonato Brasileiro de Halterofilismo Paralímpico tem relação direta com o trabalho desenvolvido pela Futel, que mesmo durante a pandemia manteve a rotina de treinamento dos paratletas de alto rendimento com competições nacionais e internacionais programadas. No caso do halterofilismo, a Futel disponibiliza aos paratletas as academias do Sesi Gravatás e fornece profissionais de educação física para acompanhá-los e instruí-los em treinos e provas.

“A estrutura do Sesi Gravatás, assumida pela Futel no início do ano, tem sido muito importante na preparação dos paratletas e, consequentemente, na consolidação de Uberlândia como uma das maiores referências nacionais em paradesporto”, completou a profissional de educação física Fernanda Costa, coordenadora de paradesporto da Futel.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também