Notícias

Projeto “Futebol de Rua pela Educação” tem início em Escola Municipal

23 de junho de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Secretaria Municipal de Educação implantou hoje (23), de forma presencial, o Projeto “Futebol de Rua pela Educação” para os alunos da Escola Municipal Hilda Leão Carneiro. O início das atividades ocorreu no ano passado, mas de maneira virtual, devido aos protocolos de biossegurança contra a Covid-19.

A ação acontece em período extracurricular e atende 80 crianças e adolescentes de 7 a 13 anos, nos horários da manhã e tarde, nas terças e quartas-feiras até o fim do ano letivo. A iniciativa tem como objetivo educar por meio do esporte, o utilizando como um instrumento de desenvolvimento humano para crianças em situação de vulnerabilidade social.

“O Projeto Futebol de Rua pela Educação” é importante, porque além de desenvolver as atividades de esporte, também oferece acompanhamento pedagógico. Portanto, o aluno tem aula de reforço e atividades que abordam a questão do respeito, trabalho em equipe e evita que as crianças e adolescentes fiquem nas ruas durante o contra turno”, explica Liliane Ribeiro da Silva, coordenadora de ensino do Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz (CEMEPE).

Segundo a diretora da escola, Mayara de Souza Ferreira, o programa sócio-esportivo do Instituto Futebol de Rua, patrocinado pela multinacional Bayer, traz aos alunos formas divertidas, saudáveis e integrativas, que proporcionam o desenvolvimento humano. “É encantador este projeto, porque trabalha com as crianças por meio de práticas esportivas, pedagógicas, dinâmicas lúdicas e culturais, a formação de valores como civismo, ética, moral, empatia, inclusão, cidadania, e habilidades para a vida dentro e fora da escola. Estamos felizes pela oportunidade concedida e também com a empolgação e participação de nossos alunos”, celebrou a diretora.

Projeto “Futebol de Rua pela Educação” tem início em Escola Municipal 1

Durante o lançamento do projeto, os alunos Josué Borges e Alany Gabriela não esconderam o entusiasmo em participar e, principalmente, por ficarem um pouco mais distantes das telas. “É meio que um alívio pra gente! Porque quando pegamos no celular, não queremos mais largar. E com este projeto, nós nem lembramos da tv, do celular. Aqui, fazemos mais amigos, conhecemos outras crianças, brincamos muito e, como as atividades acontecem no contraturno das nossas aulas, a gente não fica entediado em casa. Estamos adorando vir pra cá”, explicou os alunos participantes.   

Sobre o projeto

É uma iniciativa do Instituto Futebol de Rua, uma organização sem fins lucrativos, que utiliza o esporte e a cultura como ferramentas para o desenvolvimento de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Ele tem atuação em 55 cidades e 22 estados, atendendo aproximadamente 7.500 meninos e meninas, entre 8 a 17 anos.

“Esporte e educação são duas ferramentas de transformação social, afetiva e emocional. E nós, do Instituto, agradecemos muito a receptividade da Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Educação, que abriu as portas e abraçou com carinho e competência o nosso programa”, disse o coordenador do Instituto Futebol de Rua, Eber Cristian Dartora.

 Sobre o nome “Futebol de Rua pela Educação”, o coordenador também explica. “O projeto leva este nome porque queremos trazer as brincadeiras, as interações que existiam em vielas, becos e ruas estreitas e que, pelo medo da insegurança, da violência e pelo trânsito intenso que tomou conta das vias, quase não vemos mais. E todo esse movimento que era feito de forma livre, criativo, levamos para dentro das escolas, aplicando valores humanos”, explicou o coordenador do Instituto Futebol de Rua, Eber Cristian Dartora.

Para mais informações sobre o Futebol de Rua, ligue 41 3042-2261 ou 41 3501-6878 ou acesse www.futebolderua.org.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também