Notícias

Projeto Recomeço ensina técnica de atenção plena em comunidades terapêuticas

Técnica objetiva a prevenção de recaídas para os acolhidos; ação é realizada pela Secretaria Municipal de Prevenção às Drogas, Defesa Social e Defesa Civil
15 de julho de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Divulgação

Nesta semana, o Projeto Recomeço esteve na comunidade terapêutica Ser Livre Feminina realizando ações de prevenção às drogas para as acolhidas. O projeto, que é uma realização da Secretaria Municipal de Prevenção às Drogas, Defesa Social e Defesa Civil, visita comunidades terapêuticas conveniadas com a Prefeitura de Uberlândia, visando a reinserção social de pessoas que são dependentes químicas.

A técnica ofertada pelo projeto, também conhecida como atenção plena, busca melhorar o foco e atenção através de exercícios que devem ser realizados rotineiramente para aprimorar a concentração no presente e o desfoco nos acontecimentos do passado e a ansiedade sobre o futuro. Além do aprendizado da técnica, as acolhidas da Ser Livre Feminina, realizaram atividades físicas e artistas com oficineiros do projeto.

Mensalmente, o Projeto Recomeço determina um tema para ser trabalhado em todas as comunidades terapêuticas, com o intuito de colaborar com a melhora e resistência dos atendidos. “Em julho estamos trabalhando a técnica mindfullness. Ela é ótima no processo de prevenção a recaídas, pois nela a pessoa mantém e exercita a atenção plena, ou seja, presta atenção nas ações do presente, sem ficar apegado ao passado ou sem se preocupar em excesso com o futuro, além de buscar compreender o que está sentindo agora”, explica a coordenadora do Projeto Recomeço, Brenda Paderes.

Projeto Recomeço

O Projeto Recomeço, por meio de ações de desenvolvimento de habilidades pessoais, reforço a ocupação do tempo ocioso e a resistência ao uso de substâncias psicoativas, auxilia na reinserção social dos acolhidos. Em geral, as ações contempladas são de orientações de precaução a recaídas, palestras, atividades esportivas, rodas de conversa e oficinas culturais de dança e grafitti. Esses exercícios auxiliam para um retorno saudável na rotina fora das comunidades terapêuticas.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também