Notícias

Dmae oferece oficina sobre compostagem para escolas e instituições de Uberlândia

Estudantes do Sesi acompanharam uma palestra sobre o tema e aprenderam a fazer uma composteira doméstica
22 de julho de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Nesta quinta (21), a equipe do Núcleo de Resíduos Sólidos do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) realizou uma oficina de compostagem com alunos do SENAI Dr. Celso Charuri em conjunto com o SESI Guiomar de Freitas Costa de Uberlândia. Os estudantes do curso Técnico em Meio Ambiente assistiram uma palestra sobre como lidar com os resíduos orgânicos e fizeram uma composteira doméstica.  

A compostagem é um processo de reciclagem do lixo orgânico, que produz adubo e um fertilizante natural. Sua realização é incentivada para que a população contribua com a diminuição da quantidade de lixo enviada para o aterro sanitário. “Na oficina, além de ensinar o que é a compostagem, mostramos que também é possível que a população faça em casas e apartamentos”, explica Arthur Rosa Públio, supervisor do Núcleo de resíduos sólidos.

Carlos Fernandes é um dos estudantes que participou da oficina e comenta: “Acredito que essa conscientização seja muito importante. Dessa forma, podemos passar esse conhecimento para nossa família, amigos e vizinhos”.

A oficina de compostagem pode ser agendada por escolas e instituições de Uberlândia. Para mais informações, é possível entrar em contato pelo telefone (34) 3228-7744.

Dmae oferece oficina sobre compostagem para escolas e instituições de Uberlândia 1

Coleta Seletiva

Na última semana, os estudantes dos cursos técnicos em Meio Ambiente e em Química do Sesi participaram de uma palestra sobre Coleta Seletiva, também realizada pelo Dmae. O objetivo da ação foi abordar como fazer a separação de resíduos e a importância da reciclagem.

“Ver o programa de coleta seletiva de Uberlândia na prática é muito importante, porque temos a disciplina Gestão de Resíduos Sólidos no curso. Além disso, buscamos ver como isso funciona de forma aplicada”, relata Ingrid Pacheco, professora do Sesi Guiomar de Freitas Costa.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Destaques

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load