Notícias

Prefeitura promove Interação Jovem com estudantes da região central

Evento é um espaço para jovens entre 14 e 24 anos exporem suas idéias, anseios e sugestões de políticas públicas nas áreas da economia, política e social de Uberlândia
19 de agosto de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Cleiton Borges - Secom / PMU

A Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth), e em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), realizou ontem, quinta-feira (18), a segunda edição do Interação Jovem. Desta vez, dezenas de estudantes com idade entre 14 e 24 anos, da região central, puderam expor suas ideias, debater e sugerir políticas públicas que garantam a integração e a participação da juventude no processo econômico, político e social do município. O evento aconteceu no auditório do Senac e teve como tema “Mãos na massa – movimento maker”. 

O Interação Jovem acontece de forma regionalizada e percorrerá as cinco regiões da cidade até 13 de setembro. Os encontros são promovidos com adolescentes e jovens, estudantes dos ensinos fundamental 2, técnico e superior, das redes municipal, estadual, federal e particular de Uberlândia. “O objetivo do Interação Jovem é integrar os jovens, abordando temas inerentes ao cotidiano deles. Desta forma, temos mais condições de aprimorar as políticas públicas voltadas para este público”, disse a diretora de Formação Profissional, Geração de Emprego e Renda da Sedesth, Cristina Palhares.

Durante os encontros, são promovidas palestras com temas pertinentes, atividades, dinâmicas e bate-papos com assuntos inerentes ao cotidiano dos jovens, proporcionando o desenvolvimento integral. Nesta segunda edição, o tema movimento maker foi mediado polo instrutor do Senac, Vander Vinícius Bastos, do Senac. O assunto diz respeito aos projetos do it yourself, mais conhecidos como DIY ou “faça você mesmo”, em português. É uma cultura composta pela ideologia de que qualquer pessoa é capaz de criar, alterar, consertar e fabricar diferentes tipos de objetos com as próprias mãos. O movimento maker é focado na aprendizagem de modo informal, compartilhada publicamente e com a intenção de ser uma atividade divertida e que traga a satisfação. O maker exercita a colaboração, a investigação e o reconhecimento de problemas do mundo real.

Para a estudante do 1º ano do ensino médio da Escola Estadual Ângela Teixeira da Silva, Rondielly Silva Peixoto, o Integração Jovem é uma ótima iniciativa. “Sempre gostei de me expressar, expor minhas opiniões e ouvir as ideias alheias. Gosto dos diálogos e sempre procuro participar deste tipo de evento”, disse.

Seu colega de escola, Gustavo Santos dos Santos, também do 1º ano do ensino médio, destacou que conhecimento é poder e o Integração Jovem oferece isso. “Precisamos entender o que acontece na sociedade para termos condições de agir e tornar o futuro melhor para todos”, destacou.

O futuro também foi mencionado pela estudante do 1º ano do ensino médio do Colégio Batista Mineiro, Beatriz Marcondes. “Somos a geração que vai governar no futuro, mas queremos ter uma voz ativa hoje, no presente. Esta é a primeira vez que participo deste tipo de evento e já gostei. Quero participar de outros, principalmente porque no próximo ano já vou poder votar e colaborar mais ainda com a sociedade”, afirmou.

Ao estabelecer um paralelo com as redes sociais, o coordenador pedagógico do Colégio Batista Mineiro, Gustavo Silva, elogiou a iniciativa da Prefeitura. “O poder público está permitindo que os jovens exerçam sua cidadania de uma forma real. Atualmente assistimos um grande uso das redes sociais, onde eles expressam suas ideias. O Interação Jovem permite que estas ideias, apresentadas na internet, cheguem ao poder público e isso é excelente”, reforçou.

Terceira edição do Interação Jovem

Prefeitura promove Interação Jovem com estudantes da região central 1
Cleiton Borges – Secom / PMU

A terceira edição do Interação Jovem será realizada com jovens da região sul, no dia 25 deste mês, no auditório do Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM), localizado na rua Blanche Galassi, 150. O tema abordado será como as redes sociais vêm ganhando o mercado de trabalho, criações de aplicativos e empregabilidade por trás das redes.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também