Notícias

Obra de ampliação do Hospital e Maternidade Municipal está em andamento

Projeto da Prefeitura de Uberlândia prevê a construção de ala obstetrícia e ambulatório para agregar aos serviços já oferecidos no local
9 de setembro de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Prefeitura de Uberlândia iniciou a tão aguardada obra de ampliação do Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro. Nesta fase introdutória das melhorias, estão sendo feitos serviços de concretagem e perfurações, além de instaladas as estacas de fundação. No local, serão construídos a ala obstetrícia do Pronto Socorro e um novo ambulatório para melhorar o atendimento à população.

Aproximadamente 15 profissionais, da empresa licitada ABF Constech, estão trabalhando de forma direta no canteiro de obras. O andamento de todas as etapas está sendo fiscalizado pela Secretaria Municipal de Obras.

“O começo desta ampliação do Hospital Municipal tem sido acompanhado de grandes e boas expectativas, visto que esse é um espaço que oferece suporte, cuidado e atenção à saúde. Após finalizarmos os trabalhos, teremos uma estrutura física maior e que, consequentemente, atenderá mais pessoas. A gestão do prefeito Odelmo Leão é assim, sempre pensa no bem-estar da população”, pontuou o secretário da pasta, Norberto Nunes.

Obra de ampliação do Hospital e Maternidade Municipal está em andamento 1
Araípedes Luz – Secretaria de Governo e Comunicação/PMU

Conforme estipula o projeto de ampliação do Hospital, na próxima fase serão feitos pilares e instaladas vigas pré-fabricadas. A obra tem prazo de conclusão previsto para meados de julho de 2023.

Ampliação da estrutura

Na parte ampliada do pronto socorro de obstetrícia, as gestantes terão um espaço para deambulação, que auxilia as gestantes em trabalho de parto e aumentando a qualidade para o parto humanizado.

O novo espaço também passa a contar com salas de espera para familiares, do pronto socorro (com 14 poltronas), ala de pré-parto (com seis salas), salas de observação (com cinco leitos cada), espera em recepção do banco de leite (com 11 poltronas), espera da maternidade (com 12 poltronas), quarto de internação, quatro quartos privativos para acompanhamento de parto, pré-parto e puerpério da paciente, além de um quarto para pré-parto, três consultórios e também estrutura administrativa, constituída por banheiros e suporte a funcionários e equipamentos.

Já o ambulatório, que será construído na área externa ao lado das alas de internação e da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), contará com quase 600 m², o novo setor do Hospital terá, em um primeiro momento, seis consultórios, sala de espera (com 45 lugares), sala de espera para controle de acesso (com sete lugares), sala de recuperação (com cinco leitos), sala de estabilização de pacientes referenciados (com três leitos), sala para retirada de gesso, sala de curativo e recepção ampla – além da parte da administrativa, como depósito de utilidades, banheiros para funcionários e pacientes, entre outros.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também