Notícias

Projeto Recomeço encerra o ano com importantes ações de acolhimento

Iniciativa consiste no desenvolvimento de ações, a partir de uma parceria entre a Prefeitura de Uberlândia e comunidades terapêuticas do município
19 de dezembro de 2022
Foto: Divulgação

Objetivando auxiliar na recuperação de dependentes químicos, a Secretaria Municipal de Prevenção às Drogas, Defesa Social e Defesa Civil realizou, durante todo o ano de 2022, inúmeras interações com os acolhidos das comunidades terapêuticas conveniadas com a Prefeitura Municipal de Uberlândia.

Desde o mês de janeiro, fase de atendimento on-line, e de março, com os atendimentos presenciais, foram atendidos mais de três mil acolhidos nas nove comunidades: Jovem Peniel, Cantinho do Céu (Vida Nova – ICASU), Frei antonino (STELA MARIS), Ser livre feminino, Ser Livre masculino, Nova Criatura, Ceami, Sarai e Salva Vidas.

Por meio do projeto, a secretaria promove, além de palestras, atividades esportivas, rodas de conversas e oficinas culturais de dança e grafite. As ações preventivas contribuem com as possíveis recaídas dos assistidos. Os exercícios também auxiliam para um retorno saudável ao cotidiano fora das comunidades terapêuticas.

Ao longo de 2022, foram debatidos vários temas como: Construindo minha Autoestima, Prevenção á recaída, Técnicas de Atenção Plena aplicado a aceitação de compromisso, Prevenção: Conexão com a vida (tema sugerido pelo Governo Estadual, em comemoração ao mês de prevenção às drogas), Compulsão e a Dependência Química.

Nos últimos meses do ano, o Projeto Recomeço alterou a forma de atendimento, optando por uma abordagem mais direta, denominada de “Demanda espontânea”. Oportunizando de forma espontânea de todos se comunicarem e verbalizarem as suas dúvidas, compartilharem experiências entre eles, demonstrando a importância do Grupo de Autoajuda e do acompanhamento de um profissional da área.

Projeto Recomeço

Executado nas comunidades terapêuticas conveniadas com a Prefeitura Municipal de Uberlândia, o projeto contribui nos processos de atenção aos acolhidos e seus familiares, fomentando a motivação individual, o diálogo interpessoal e o fortalecimento de vínculos como elementos essenciais do processo de reinserção.

As atividades contemplam palestras, orientações gerais para prevenção de recaídas, auxílio na construção de novos projetos de vida, atividades esportivas e motivacionais, além de oficinas de dança e grafitti.

Veja Também