Secretaria de Cultura

Biblioteca Municipal

Biblioteca Municipal

  • Tombado como Patrimônio Histórico Municipal pelo Decreto nº 11.632 de 13/04/2009. Registrado no Livro do Tombo Histórico, Inscrição XV, pág. 23.

  • O Prédio da Biblioteca Municipal Juscelino Kubitschek de Oliveira ocupa um espaço urbano que é referência para a história da cidade, pois ali foi construída a primeira Capela que deu origem à formação da cidade de Uberlândia.

  • A construção da primitiva Capela teve início nos anos de 1846. Posteriormente, foi ampliada se transformando em Matriz de Nossa Senhora do Carmo. Em suas proximidades surgiram as primeiras ruas e casas do Arraial que ficou conhecido como Nossa Senhora do Carmo e São Sebastião da Barra de São Pedro de Uberabinha, popularmente chamado de São Pedro de Uberabinha. No ano de 1929 a cidade, por sugestão de João de Deus, passou a se chamar Uberlândia.

  • Passado quase um século de sua edificação, a igreja foi demolida com a autorização da Cúria, no ano de 1943 e, no local, teve início a construção de um prédio para abrigar a Estação Rodoviária da cidade, em estilo neocolonial, de planta regular, alongada no sentido norte-sul, de dois pavimentos, possuindo platibanda arrematadas com telhas cerâmicas tipo capa-e-canal. O volume do térreo foi construído nos limites do terreno e, hoje, seus vãos originais são emparedados. O volume, representado pelo andar superior, possui planta em forma de “T”.

  • Ambos os andares possuem platibanda, sendo que a fachada norte do andar superior é coroada com um frontão arqueado na maneira corrente da época. Os interiores não apresentam a configuração original, possuem divisórias provisórias em ambos os andares. O piso é parte cerâmico e vinílico em alguns trechos. O teto do térreo é a laje do andar superior, sendo que o último pavimento é forrado em gesso. As janelas são metálicas do tipo basculante, com vedações em vidro. A estrutura é de concreto com vedações em tijolo cerâmico. A decoração externa é composta de pequenas colunas torsas adossadas e frontões arqueados coroados com telhas tipo capa-e-canal.

  • O jogo de volumes entre os andares, também, é evidente, mas foi prejudicado pelas descaracterizações do térreo. No ano de 1976, a Estação Rodoviária foi transferida para o Bairro Martins, em uma edificação construída para abrigá-la sob a denominação de Estação Rodoviária Presidente Castelo Branco.

  • Com a transferência da Estação para este novo endereço, o antigo prédio localizado na Praça Cícero Macedo foi destinado a ser a Biblioteca Municipal. Após ser reformado, o acervo foi para ali transferido e no dia 31 de agosto de 1976, dia do aniversário da cidade, a Biblioteca foi entregue à comunidade.

  • A partir de 2005, o prédio passou por várias reformas para melhor adequação do seu espaço. Atualmente a Biblioteca Municipal Juscelino Kubitschek de Oliveira desenvolve oficinas e projetos dentro do Programa Ler com Prazer, voltados para o incentivo à leitura e ainda a descentralização dos serviços bibliotecários com a inauguração da Biblioteca Sesi Indústria do Conhecimento no bairro Presidente Roosevelt, em 2009. Através dos programas e projetos, a Biblioteca Pública desenvolve várias atividades atendendo anualmente mais de 20 mil usuários, além de 16 projetos para deficientes visuais.

  • Em 2008, foi inaugurado o Telecentro que disponibiliza 20 computadores, atendendo em média a 800 usuários por mês para pesquisar internet e 38 cursos online. Seu acervo que está em torno de 45.000 livros, está sendo informatizado. No Setor de Referência, os usuários podem encontrar um rico material da Cultura Afro. Este espaço no qual surgiu o primitivo núcleo urbano de Uberlândia é referência para a história e memória local, pois, esconde e revela histórias que permanecem diluídas na sua geografia.
All articles loaded
No more articles to load

Facebook

DESTAQUES

All articles loaded
No more articles to load

SIGA UBERLÂNDIA

Siga Uberlândia
QUERO RECEBER NOTÍCIAS DA PREFEITURA DE UBERLÂNDIA. *