Secretaria de Cultura

Igreja Espírito Santo do Cerrado

Igreja Espírito Santo do Cerrado

  • Tombamento aprovado pelo IEPHA em 18/02/1997 e homologado em 09/05/1997. Lei Municipal nº 5.207, de 27/02/1991

  • A Igreja do Espírito Santo do Cerrado, localizada na Avenida dos Mognos, 355, bairro Jaraguá, foi projetada em 1975 pela arquiteta Lina Bo Bardi a pedido do Frei Egydio Parisi e o Frei Fúlvio.

  • A Igreja foi construída em um sistema de mutirão, realizando-se, assim, um trabalho em conjunto entre arquiteto e mão-de-obra. De 1975 a 1981, Lina Bo Bardi esteve por diversas vezes em Uberlândia para dar prosseguimento à construção escolhendo os materiais, fazendo todos os detalhamentos in loco e, principalmente, trabalhando diretamente com mestres de obras e os operários locais. Na época foi constituído pelos moradores um “Conselho de Construção” e conseguiu-se uma ajuda substancial da organização alemã Adveniat, sediada em Essen.

  • A Igreja Espírito Santo do Cerrado constitui-se de um conjunto formado pelo espaço de celebração, a igreja propriamente dita, por uma residência para três religiosas, um salão e um campo de futebol. A implantação destes foi realizada através da execução de quatro platôs. Na realização desse projeto, foram utilizados materiais do próprio local, tais como tijolos de barro e a estrutura portante de madeira, em aroeira da região.

  • Restringiu-se o emprego do concreto armado apenas às partes essenciais da estrutura: pilares e vigas dos volumes circulares da igreja e da residência. O volume da Igreja é localizado na parte mais alta do relevo. Seu acesso se dá frontalmente à Avenida dos Mognos, por uma porta de madeira treliçada. O volume é constituído por um círculo, cuja estrutura do telhado é sustentada por oito pilares em madeira, dispostos regular e ortogonalmente.

  • A estrutura do volume apresenta vigas e pilares em concreto armado, aparentes na fachada, com fechamento externo em tijolinho também aparente. Nas paredes internas é visível massa e pintura na cor branca, aplicadas em uma intervenção posterior. O piso é realizado em pedra portuguesa, com pintura na cor rosa, com corredor central com piso com pintura branca e moldura em toda a extensão da circunferência na cor preta. A Igreja não possui forro, ficando aparentes a estrutura do telhado em madeira e o revestimento em telhas capa-e-canal.

  • Pela sua importância arquitetônica a Igreja foi tombada como patrimônio pelo IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico Artístico/ MG).

Facebook

DESTAQUES

All articles loaded
No more articles to load

SIGA UBERLÂNDIA

Siga Uberlândia
QUERO RECEBER NOTÍCIAS DA PREFEITURA DE UBERLÂNDIA. *