Secretaria de Cultura

Praça do Rosário

Praça do Rosário

  • O Patrimônio Cultural é elemento fundamental na formação da identidade cultural de um povo, portador de expressivo valor simbólico e social, que se manifesta através dos bens materiais e imateriais representativos para a comunidade.

  • Uberlândia é uma cidade que se formou em meados do século XIX e naqueles anos, a religiosidade ditava a cadência do cotidiano em São Pedro de Uberabinha. O Arraial se estabeleceu a partir da construção de uma Capela dedicada à Nossa Senhora do Carmo, demolida nos anos de 1940, local atualmente conhecido como Bairro Fundinho e que abrigou as principais manifestações religiosas daqueles anos.

  • No entorno da pequenina Capela as primeiras famílias se aglomeraram e construíram o primitivo núcleo urbano da cidade. A legislação municipal organizou o espaço urbano e a Igreja instituiu os hábitos, costumes e tradições de um Arraial que, desde o início, se sustentou nos alicerces da modernidade e progresso. 

  • A Praça do Rosário foi criada de forma adversa. Este espaço urbano se formou nos arrabaldes do Arraial e terreno contíguo ao cerrado, localizado depois do cemitério e cercado por chácaras, caminhos, trilhos e estradas de saída da cidade. Local de pouca importância na cartografia urbana, se constituindo a partir dos usos e celebrações, passando a ter importância como espaço urbano somente nas primeiras décadas do século XX.

  • Esta praça, e seu entorno, abrigou as práticas sociais e manifestações artísticas da comunidade negra, se estabelecendo forjada pelas práticas culturais e religiosas, pelos ritos e cânticos que ecoavam a grande distância das famílias de coronéis e comerciantes que habitavam no primitivo núcleo urbano.

  • A Praça do Rosário era o entorno da Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, erguida nos anos de 1891, por descendentes de escravos, que moravam na sua grande maioria no Bairro Patrimônio de Nossa Senhora da Abadia, localizado a grande distância da Igreja do Rosário.  Desta forma, se constitui como importante ponto de referência para a comunidade local, pois, além de ser reconhecidamente um local de sociabilidade ela abriga desde o século XIX a Festa em Louvor à Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, uma das maiores expressões culturais do município, Registrada como Patrimônio Cultural da cidade no ano de 2008.

  • Este espaço urbano expressa a diversidade cultural do Município, lugar representativo por excelência das ambiguidades e das trocas culturais. Seus alicerces sustentam a rigidez de um tempo em que as tradições culturais de matriz africanas não recebiam o merecido reconhecimento de sua importância para a formação da identidade local.

  • Atualmente, o ecoar dos tambores ressoam alto as identidades culturais locais. Desta relação de fé, celebração e diversidade cultural a cidade se formou e se constituiu como referência na região.

  • Estas razões justificaram a inscrição da Praça do Rosário no Livro de Registro de Lugares. Destacadamente, ressaltamos a sua importância como referência na formação da cartografia urbana e como espaço de (re) significações culturais, abrigando comunidades diversas que se apropriaram dela como lugar de devoção, fé e múltiplas sociabilidades.

  • Portanto, a Praça do Rosário foi merecedora da aplicação do instrumento de Registro, como forma de garantir sua preservação, reconhecimento e valorização para esta e futuras gerações uberlandenses.

Facebook

DESTAQUES

SIGA UBERLÂNDIA

Siga Uberlândia
QUERO RECEBER NOTÍCIAS DA PREFEITURA DE UBERLÂNDIA. *