Secretaria de Planejamento Urbano

Mapas e bairros

Mapas e bairros

Mapas de Uberlândia

Histórico

O Geoprocessamento é um conjunto de tecnologias destinadas à coleta e tratamento de dados espaciais, com diferentes níveis de informação. A fim de armazenar, trabalhar, analisar e apresentar os dados adquiridos, automatizando os projetos municipais, sendo um instrumento eficiente em todas as áreas de conhecimento, integrando uma única base de dados.

O Geoprocessamento apresenta-se como uma ferramenta fundamental na remoção das barreiras que impedem o desenvolvimento regional sustentado e a serviço da sociedade, de igual modo promove a modernização e eficácia da máquina administrativa municipal.

A necessidade crescente por informação georreferenciada é uma constante na atualidade, principalmente pelo poder público municipal. A criação de um banco de dados espacial único, que integre todas as informações existentes às bases cartográficas urbanas e ambientais é o propósito da Prefeitura Municipal de Uberlândia, na busca por uma gestão eficiente. Os aplicativos, utilizando técnicas de geoprocessamento e informática, customizados para cada necessidade administrativa, irão garantir facilidade de uso e efetividade, eliminando por completo a duplicidade de informações e serviços.

O custo da implantação de um SIG envolve basicamente gastos com aquisição de equipamentos, pessoal e treinamento. O software que melhor se adaptou às necessidades da Prefeitura de Uberlândia foi o Autodesk Mapguide. O custo de softwares varia muito, dependendo do grau de sofisticação que se deseja. O corpo técnico da Prefeitura de Uberlândia já passou por cursos de treinamento para operacionalização de um SIG.

Bairros 

O município conta hoje com 74 bairros aprovados, e a previsão é atingir, aproximadamente, 85 bairros dentro do atual perímetro urbano.

Com a finalidade de racionalizar a quantidade de bairros existentes na cidade, o Projeto Bairros Integrados fundamenta-se em alguns critérios, tais como: a diversidade de cada setor territorial, os limites físicos, as características geográficas e de uso e ocupação do solo, bem como o sistema viário.

Esse projeto visa criar condições para um estudo detalhado da atual malha urbana, isto é, propõe um sistema racionalizado de divisão espacial de modo a facilitar o trabalho dos órgãos públicos e das entidades privadas, bem como orientar a população no que tange a sua localização dentro da cidade.

 A meta é contribuir com a estruturação da cidade com fito ao crescimento ordenado, e proporcionar uma melhor qualidade de vida aos seus habitantes.

O Projeto Bairros Integrados é importante para os trabalhos dos órgãos institucionais, a exemplo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, que utiliza a delimitação legal dos bairros para execução dos trabalhos censitários, oferecendo informações detalhadas das diversas áreas da cidade. A Empresa Brasileira de Correios e telégrafos – ECT, e a Empresa de Guia de Ruas também contam, em seu planejamento, com a incorporação desse sistema para o endereçamento postal e direcionamento na cidade.

Bairros integrados 

O Projeto Bairros Integrados foi criado na década de 1980, implementado pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, e passou pela primeira aprovação em 1990 com a criação do Bairro Segismundo Pereira.

O referido projeto, na década de 2000, passou a ser coordenado pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano, na elaboração das propostas dos futuros bairros. O município conta hoje com 74 bairros aprovados, e a previsão é atingir, aproximadamente, 85 bairros dentro do atual perímetro urbano.

Com a finalidade de racionalizar a quantidade de “bairros” existentes na cidade, o Projeto Bairros Integrados fundamenta-se em alguns critérios, tais como: A diversidade de cada setor territorial, os limites físicos, as características geográficas e de uso e ocupação do solo, bem como o sistema viário.

Esse projeto visa criar condições para um estudo detalhado da atual malha urbana, isto é, propõe um sistema racionalizado de divisão espacial de modo a facilitar o trabalho dos órgãos públicos e das entidades privadas, bem como orientar a população no que tange a sua localização dentro da cidade.

A meta é contribuir com a estruturação da cidade com fito ao crescimento ordenado, e proporcionar uma melhor qualidade de vida aos seus habitantes.

O Projeto Bairros Integrados é importante para os trabalhos dos órgãos institucionais, a exemplo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, que utiliza a delimitação legal dos bairros para execução dos trabalhos censitários, oferecendo informações detalhadas das diversas áreas da cidade. A Empresa Brasileira de Correios e telégrafos – ECT, e a Empresa de Guia de Ruas também contam, em seu planejamento, com a incorporação desse sistema para o endereçamento postal e direcionamento na cidade. 

  • Bairros; Loteamentos que compõem o Bairro; Data de Aprovação do Loteamento; Lei de Aprovação do Bairro; Data de Aprovação do Bairro; Setor Territorial.
 
  • Bairros; Loteamentos que compõem o Bairro; Data de Aprovação do Loteamento; Lei de Aprovação do Bairro; Data de Aprovação do Bairro; Setor Territorial.

Bairros integrados com seus respectivos loteamentos por setor territorial com mapas –

Bairros integrados por setor territorial – tabela atualizada estará disponível em breve.

All articles loaded
No more articles to load

Facebook

SIGA UBERLÂNDIA

Siga Uberlândia
QUERO RECEBER NOTÍCIAS DA PREFEITURA DE UBERLÂNDIA. *