Notícias

Ações de Saneamento do Dmae são destaques em nível nacional

Reconhecimento se deve à eficiência e empenho da autarquia em oferecer à população um serviço de qualidade
10 de janeiro de 2020
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Comunicação Dmae

Os serviços de saneamento do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) referentes à qualidade da água, ao abastecimento, ao tratamento de efluentes e resíduos sólidos e à coleta têm colocado Uberlândia em destaque no país. Em 2019, a cidade foi considerada a terceira melhor do Brasil e a primeira em Minas no setor, conforme ranking do Instituto Trata Brasil. O sucesso se deve a um trabalho minucioso executado em diversas frentes, que busca a constante ampliação do abastecimento de água tratada no município.

“O Dmae presta um serviço de qualidade e eficiência, sempre alinhado às novas tecnologias. Os resultados expressivos do último ano apontam que somos uma autarquia moderna que se adianta às demandas de Uberlândia atendendo toda a população”, destacou o diretor geral do Dmae, Paulo Sérgio Ferreira.

Prova disso é que Uberlândia, além de ser a primeira do Estado no Ranking do Saneamento, é a única de Minas Gerais pelo segundo ano consecutivo a figurar na lista de cidades brasileiras de grande porte com as melhores pontuações no ranking Universalização do Saneamento Básico, elaborado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária Ambiental (Abes). O município integra a categoria “Rumo à Universalização”, que classifica as localidades com mais de 489 pontos dentro dos índices de saneamento.

Investimentos e implantações

  — Novo Sistema de Cloração: Aquisição de três geradores, finalizando a substituição do sistema de cloração a gás pela solução de hipoclorito de sódio nas duas estações de tratamento de água (Sucupira e Bom Jardim).

 — Reformas dos reservatórios do centro da cidade e das Estações de Tratamento de Água (ETA) Bom Jardim e Sucupira, estendendo a vida útil desses equipamentos. 

— Reforma das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) dos distritos Cruzeiro dos Peixotos, Tapuirama e Miraporanga. 

— Novas ligações de esgoto no bairro Morada Nova, após a execução da rede e elevatórias na localidade. 

— Transferência de local do emissário localizado na rua Da Carioca, para atender às necessidades da malha viária. 

— Execução de 1.060 metros de rede de drenagem pluvial, 616 metros de ramais, recuperação de 145 erosões e 329 bocas de lobo reformadas, desobstruídas ou construídas. 

— Ampliação da coleta mecanizada com a instalação de 641 contêineres, sendo 594 na área urbana e 47 na zona rural. Ao todo, este serviço conta com 1.802 contêineres.  

— Novos serviços digitais: projeto hidrossanitário num clique; segunda via da fatura de água e esgoto e informação de vazamento pelo Zap da Prefeitura; melhor definição nas faturas de água e esgoto com a implementação do novo sistema de faturamento imediato.  

— Museu da Água: espaço com imagens e objetos históricos usados na origem da captação e distribuição de água na cidade. Local destinado à memória do saneamento em Uberlândia.    

Melhorias, atendimentos e manutenções

– Execução de 59.025 ordens de serviço para manutenção na rede de água e esgoto, incluindo reparo, limpeza e desobstrução, reposição de passeio e meio fio, reposição de asfalto, ligação e transferência do ramal de água e de esgoto e expansão das redes de água e esgoto. 

— Mais de 34.500 atendimentos realizados pelo Programa Escola Água Cidadã (Peac). Nas atividades desenvolvidas pelo Peac, principalmente nas escolas, são passadas informações sobre o uso consciente da água, etapas do tratamento dos recursos hídricos, proteção e recuperação das nascentes dos rios. 

— Cerca de 550 hectares de Áreas de Preservação Permanente (APPs) protegidas pelo Programa Buriti em22 propriedades localizadas na bacia dos rios Araguari, Uberabinha e ribeirão Bom Jardim. Mais de 40 mil mudas plantadas e a execução de 60 mil metros lineares de cerca.  

— Ampliação do serviço de coleta seletiva, atendendo 28 condomínios e alcançando mais de 4,5 mil unidades habitacionais e oito órgãos públicos das áreas de esporte, saúde, educação e meio ambiente. 

— Cerca de 200 ações de conscientização pelo Núcleo de Coleta Seletiva em escolas públicas municipais e estaduais, condomínios e empresas com informações sobre a separação correta do material a ser reciclado.      
Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também