Notícias

‘Cultura em Casa’ apresentações culturais tem apoio da Lei Aldir Blanc

Mais de 500 artistas foram contemplados no ano passado por meio de quatro editais municipais
12 de fevereiro de 2021
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

As apresentações culturais de projetos aprovados em editais municipais para receberem recursos da Lei Federal Aldir Blanc estão disponíveis ao público por meio da plataforma on-line “Cultura em Casa”, constante no Portal da Prefeitura de Uberlândia. Para conferir cada atividade, basta clicar em “Programação de apresentações – Lei Aldir Blanc”. (Confira aqui)

A disponibilização dos materiais artísticos na plataforma é uma forma de dar notoriedade às manifestações artísticas desenvolvidas em meio a um cenário em que a internet foi a principal ferramenta de trabalho para diversos segmentos. Para Carlos Fernando Oliveira Santos, proponente do projeto “A Cultura Étnica da Juventude Negra”, a divulgação viabilizada pela Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, amplifica o acesso à arte.

“É muito importante essa visibilidade ampliada, esse alcance obtido com a divulgação no Portal da Prefeitura. A nossa proposta foi possibilitar à sociedade um olhar diferente das histórias da juventude negra, a valorização da identidade negra trazendo, através da roda de conversa, suas concepções entrelaçadas às suas relações culturais afro”, frisou o artista.

Ação emergencial em prol da cultura

Batizada de Lei Aldir Blanc, a lei federal nº 14.017 foi sancionada em junho do ano passado como uma ação emergencial voltada ao setor cultural em meio à calamidade pública decorrente da pandemia de Covid-19. A iniciativa possibilitou que os municípios abrissem editais para que artistas locais pudessem captar recursos para incentivo às produções e atividades artístico-culturais por meio de dois tipos de ações: uma que proporcionou o pagamento de subsídio mensal a 105 espaços artísticos culturais e outra que pcontemplou projetos culturais e bolsas de estudo para o segmento.

Em Uberlândia, foram abertos quatro editais e mais de 500 artistas foram selecionados no ano de 2020 para receber o auxílio financeiro por meio da análise do Conselho Municipal de Política Cultural e do Comitê Gestor Municipal das Ações Emergenciais da Lei Aldir Blanc. A banda Black Jack 21 também está entre os beneficiados e teve condições de gravar um EP contendo quatro músicas autorais.

“Nós, felizmente, tivemos acesso ao recurso. No total, cinco músicos do grupo foram beneficiados, pessoas que vivem disso. Só temos a agradecer pela maneira dinâmica do repasse do auxílio”, ressaltou Mauricio Winckler, integrante da banda.

Para conferir as apresentações, acesse o Cultura em Casa aqui.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também