Notícias

Prefeitura mobiliza força tarefa para atuar nos estragos causados pela chuva deste domingo (16)

Equipes do município trabalham nos serviços de limpeza, reparo, orientação e interdição de áreas que ofereçam risco
16 de janeiro de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Imagens: Cleiton Borges - Secretaria Municipal de Governo e Comunicação

A Prefeitura de Uberlândia informa que uma força tarefa envolvendo a Defesa Civil e as secretarias municipais de Trânsito e Transportes, Meio Ambiente e Serviços Urbanos, Obras, entre outras, foi mobilizada para atuar antes, durante e depois das fortes chuvas registradas no fim da tarde deste domingo (16), em Uberlândia.

Todas as equipes da Prefeitura de Uberlândia estão empenhadas para sanar o máximo de estragos possível, como limpeza e recuperação asfáltica. Porém, alguns pontos mais críticos exigem um tempo maior, cuidados mais elaborados e condições climáticas favoráveis. Dessa forma, a orientação é que as pessoas evitem a avenida Rondon Pacheco, e caso seja necessário utilizar via, que seja com cuidado e atenção.

Atenção para o BALANÇO PARCIAL dos pontos atingidos e dos atividades realizadas pela força tarefa:

Os principais pontos de alagamento observados foram nas avenidas João Naves de Ávila, Belarmino Cotta Pacheco, Anselmo Alves dos Santos e  Rondon Pacheco. 

Prefeitura mobiliza força tarefa para atuar nos estragos causados pela chuva deste domingo (16) 1

Até o momento, foram necessárias interdições nos seguintes pontos: cruzamento das avenidas João Pessoa com a João Pinheiro, no centro da cidade, onde uma árvore caiu com a força do vento; na avenida Rondon Pacheco, na altura do viaduto da rua Olegário Maciel, onde uma das pistas teve o asfalto arrancado, impedindo a passagem sentido Centro-Setor Sul; na avenida Anselmo Alves dos Santos, com a rodovia BR-365, onde os bueiros ficaram obstruídos, provocando o alagamento no local; na avenida Presidente Médici, no bairro Altamira, onde o asfalto ficou comprometido; na avenida Getúlio Vargas com a rua Marques Póvoa, onde uma árvore caiu e atingiu a fiação energizada, necessitando do apoio da Cemig para a poda. 

De acordo com informações da Climatologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Alguns pontos da cidade, como em uma das estações de medição no setor Leste, na Estação INMET, o nível de precipitação chegou ao número de 75,4 mm. Confira a medição de outras estações: Estação Jardim Patrícia, Setor Oeste: 6,4 mm; Estação São Jorge, Setor Sul: 18,4 mm; Estação Pampulha, Setor Sul: 73,5mm; Estação Centro, Setor Central: 74 mm; Estação Industrial, Setor Norte: 4,8 mm.

A Defesa Civil foi acionada em um hospital, no bairro Copacabana, que ficou alagado durante a chuva, mas o nível da água já está controlado. O atendimento de emergência no local está momentaneamente suspenso.

Seguem vídeos com recomendação de segurança e imagens do serviço de reparo da avenida Rondon Pacheco:

Clique aqui para baixar os vídeos.

Vídeo 1: secretária municipal de Governo e Comunicação, Ana Paula Junqueira e secretário municipal de Trânsito e Transportes, Divonei Gonçalves;

Vídeo 2: secretária municipal de Governo e Comunicação, Ana Paula Junqueira;

Vídeo 3: reparos na avenida Rondon Pacheco.

Prefeitura mobiliza força tarefa para atuar nos estragos causados pela chuva deste domingo (16) 2

Orientações:

A população deve ficar atenta à possibilidade de novas pancadas de chuva. A orientação para qualquer situação emergencial é ligar imediatamente para a Defesa Civil no 199, bem como o Corpo de Bombeiros no 193 e a Polícia Militar no 190. Também é recomendável que se evite trafegar em vias alagadas, procurando sempre rotas alternativas ou aguardando a chuva passar em local seguro.

Antes das chuvas

– Fazer manutenção nos telhados, desobstruir os canos das lajes, limpar as calhas, conferir se as telhas estão pregadas;

– Não jogar lixo ou entulho em bueiros, quintais e ruas. Sempre colocar os sacos de lixo nas lixeiras, evitar deixá-los diretos na calçada.

– Reforçar muros e paredes que tenham perigo de cair;

– Fazer revisões nas instalações elétricas;

– Desligar os aparelhos elétricos, quando perceber chuvas fortes acompanhadas de raios;

– Colocar móveis e outros pertences em lugares altos, caso sua moradia esteja localizada em locais sujeitos a alagamento;

– Acompanhar os boletins de avisos e alertas dos Institutos de Meteorologia pela internet ou pelos órgãos da imprensa.

Durante as chuvas

– Manter-se atento aos níveis das águas;

– Manter portas e janelas da casa fechadas para evitar entrada de ventos fortes e animais;

– Não se proteger embaixo de árvores, pois elas atraem raios e, se houver granizo, é aconselhável que se abrigar em lugares seguros, com boas coberturas;

– Não manusear nenhum equipamento elétrico ou telefone devido aos raios e relâmpagos;

– Não se arriscar em atravessar a pé ou com veículos em ruas e pontes alagadas ou com enxurradas;

– Se a casa estiver em risco de alagamento ou desabamento, chamar imediatamente a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros;

– Em caso de alagamento é recomendado evitar contato com as águas, pois além da contaminação que pode causar graves doenças, há também o risco de choque elétrico.

Depois das chuvas

– Verificar as instalações elétricas antes de ligá-las;

– Fazer revisões de possíveis danos em moradias (paredes, telhados, etc);

– Ter cuidado com animais (aranhas, cobras e ratos em casa);

– Verificar se houve obstrução de ralos, bueiros e calhas.

Orientações aos motoristas

– Evitar trafegar em vias alagadas, procure sempre rotas alternativas ou aguarde a chuva passar em lugar seguro;

– Em dias nublados, evitar deixar os veículos estacionados próximos a árvores, principalmente as mais antigas;

– Não estacionar veículos em regiões íngremes e próximas a postes durante as chuvas;

– Durante a incidência de raios, a melhor proteção é permanecer no interior do veículo;

– Checar o bom estado dos limpadores, das borrachas das palhetas e do motor dos limpadores;

– Certificar-se que o desembaçador está funcionando corretamente;

– Ligar as luzes durante uma chuva intensa (mesmo que seja dia claro) para que outros motoristas vejam o veículo;

– Mais recomendações expressas no Plano de Emergência Pluviométrica (PEP) podem ser acessadas aqui.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também