Notícias

Prefeitura investe na confecção de absorventes reutilizáveis por mulheres em regime prisional

Nesta sexta-feira (31), foi firmada parceria entre o Executivo municipal, Judiciário a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp)
31 de março de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Foto: Valter de Paula – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

A Prefeitura de Uberlândia firmou mais uma importante parceria para capacitação e ressocialização da população privada de liberdade da Penitenciária Pimenta da Veiga. Nesta quinta-feira (31), em solenidade realizada gabinete do prefeito Odelmo Leão realizou assinatura simbólica de acordo de cooperação para um projeto que será voltado a mulheres detentas, com foco em uma oficina de costura que terá como produto a fabricação de absorventes reutilizáveis, denominado ‘Programa BioSocial – Ação que traz dignidade’. Na oportunidade, também foi firmado um termo aditivo ao Projeto ‘Pontos que Unem’, para a confecção, via detentos da ala masculina, de lençóis que serão utilizados em unidades de saúde da rede municipal.

As iniciativas, de responsabilidade da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth) beneficiam esta população com o fomento da qualificação e requalificação profissional, além da remissão da pena. Junto ao líder do Executivo, participaram da solenidade a secretária municipal de Governo e Comunicação, Ana Paula Junqueira; a secretária de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação, Iracema Marques; do secretário Municipal de Prevenção Às Drogas, Defesa Social e Defesa Civil, Orion Alves; do juiz titular da Vara de Execução Penal, Lourenço Migliorini, da diretora de Formação Profissional, Geração de Emprego e Renda da Sedesth, Cristina Palhares; do diretor de humanização da Penitenciária Professor João Pimenta da Veiga, Leandro Melazzo; do diretor regional da 9ª Regional da Polícia Penal, Marcus Vinícius de Oliveira Silva; e do Assessor de Planejamento e Comunicação da 9ª Diretoria Regional da Polícia Penal, Everton Gonçalves Luciano.

Prefeitura investe na confecção de absorventes reutilizáveis por mulheres em regime prisional 1
Foto: Valter de Paula – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

A proposta da confecção de absorventes reutilizáveis foi capitaneada pela secretária Ana Paula Junqueira, após a mesa redonda “Mulheres que Inspiram”, em novembro de 2021. O projeto empenhado visa preservar a saúde da mulher e contribuir com a causa ambiental. A realização será no interior da Penitenciária, com um grupo selecionado de 15 mulheres detentas.

            “O protagonismo feminino é uma pauta constante nas ações que desenvolvemos em Uberlândia. Vimos nesse projeto a oportunidade de aliar o empreendedorismo com a saúde feminina e dar dignidade às mulheres que estão na Penitenciária. Após a palestra da cofundadora da Herself e Herself Educacional, Raíssa Assmann, eu e Iracema sentamos juntas e fizemos questão de aprofundar na elaboração de um projeto humanizado e promissor para formarmos as detentas em algum ofício a produzirem absorventes reutilizáveis em nosso município”, destacou a secretária.  

            Para a secretária da Sedesth, trata-se de mais uma iniciativa em prol das mulheres. “Por determinação do nosso prefeito, nós ampliamos a quantidade de cursos profissionalizantes do município e pensamos na população como um todo, inclusive nas detentas. Com esse novo ofício, essas mulheres poderão ter uma opção de trabalho ao saírem”, disse Iracema.

Para o diretor de humanização da unidade prisional, a iniciativa contribuirá com a reinserção social das detentas. “No egresso dessas mulheres, a maior dificuldade encontrada é a financeira. Então, esta parceria vem a auxiliá-las a não reincidir criminalmente e terem melhores opções de vida”, colocou Melazzo.

“O que provoca a reinserção é a falta de perspectiva, por isso a importância deste trabalho, de ensinar um ofício para estas detentas”, colocou o diretor regional da 9ª Regional da Polícia Penal, Marcus Vinícius de Oliveira Silva.

            Confecção de lençóis

O trabalho feito pelos detentos da penitenciária também ganhou um novo produto. Com o termo aditivo ao Projeto “Pontos que Unem”, em vigor desde maio de 2020, e com a baixa demanda por máscaras, a oficina de profissionalização em costura focará na produção de lençóis. Os lençóis que serão costurados na penitenciária já têm destino: os leitos das unidades de saúde do município. O trabalho resultou na confecção de mais de 21 mil máscaras ao longo de 2021.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load