Notícias

Prefeitura inicia capacitação para fabricação de absorventes reutilizáveis

‘Programa Biosocial – Ação que traz dignidade’ alia pioneirismo da gestão municipal à capacitação profissional e saúde feminina; Uberlândia inova e entra para o rol das poucas cidades do Brasil a desenvolver o programa
29 de junho de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth), dará início ao ‘Programa BioSocial – Ação que traz dignidade’, com o objetivo de desenvolver a qualificação, a reintegração social e profissional das mulheres reclusas, fomentando sua autonomia profissional e financeira e oportunizando a remissão da pena com a utilização da mão de obra prisional na confecção de absorventes reutilizáveis. A iniciativa coloca Uberlândia entre as poucas cidades do país a desenvolver o programa de caráter inovador.

Nesta quinta-feira (30), na Penitenciária Professor João Pimenta da Veiga acontecerá o curso específico para os Instrutores da Sedesth, ministrado por Raíssa Assmann Kist, Cofundadora da Herself, Especialista em Tecnologia e Inovação Social. Empreendedora desde 2016, participou de mais de 10 programas de aceleração para empreendedorismo. Os produtos trazem tamanhos para todos os fluxos menstruais, além de ter modelagem anatômica.

O treinamento ocorrerá de 9h às 17h, sendo abordadas todas as etapas da confecção e embalagem do absorvente reutilizável. A iniciativa também visa preservar a saúde da mulher e a redução do impacto ambiental, além de propiciar remissão de pena e a utilização dos itens na própria penitenciária. Os instrutores treinados repassarão as técnicas para 15 mulheres privadas de liberdade, conforme planejamento ainda em fase de elaboração. Para a continuidade ao trabalho feito pelas detentas, a Sedesth analisa a expansão do programa para equipamentos do município.

 “O que trazemos é um programa inovador e humano para as mulheres que fabricarão os absorventes. É uma promoção da autonomia profissional às detentas para assim que deixarem a penitenciária. É uma iniciativa muito pensada e alinhada com a premissa da gestão municipal em estimular a geração de renda, destacar o protagonismo feminino e estimular a profissionalização”, destacou a secretária municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação, Iracema Marques.

Na sexta-feira (1º), também na penitenciária, ocorre a roda de conversa “Dignidade Feminina”, de 9h às 12h, com a participação das reclusas, equipe técnica da Penitenciária e Sedesth.

Andamento

Em março deste ano, o prefeito Odelmo Leão realizou assinatura simbólica do acordo de cooperação para a realização da oficina da confecção de absorventes reutilizáveis. A ideia teve início em novembro de 2021, durante a  mesa redonda“Mulheres que Inspiram”. Na ocasião, uma das palestrantes foi a ministrante do curso que acontecerá na penitenciária, Raíssa Assmann Kist.

O prefeito Odelmo Leão destaca que o programa complementa as ações fomentadas pelo município. “A fabricação dos absorventes reutilizáveis é, portanto, mais um reflexo do que queremos dar às mulheres, que é independência tanto financeira quanto para a reinserção social. Iniciamos a distribuição de absorventes íntimos para as estudantes da rede municipal este ano, temos acompanhamento das gestantes, proteção com o aplicativo Salve Maria, cursos profissionalizantes direcionados e uma gama ações que seguimos aprimorando diariamente”, destacou o prefeito.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Destaques

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load