Notícias

Exposições fazem parte do centenário da Casa da Cultura

A exposição Olhares sobre a Cidade está entre as 15 atrações programadas para a população em celebração ao marco
22 de agosto de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Para celebrar o centenário da Casa da Cultura, a Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SMCT), preparou uma programação especial para a população. Ao todo, serão 15 atrações, entre homenagens, exposições, cerimônias e performances que irão compor as celebrações do espaço tombado pelo Patrimônio Histórico em 1985.

A Casa da Cultura também é carinhosamente chamada de Casa Amarela. A bela edificação foi construída na década de 1920 e reestruturada para receber e fomentar ainda mais projetos culturais, além de ser um expoente para artistas locais e mundiais. O espaço, com novos significados conferidos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, reúne obras como gravuras de Tarsila do Amaral, Macielj Babinski, Alfredo Volpi, Marcello Grassmann, Cícero Dias, do uberlandense Henrique Lemes e tantos outros.

Exposições fazem parte do centenário da Casa da Cultura 1
Foto: Danilo Henriques – Secretaria de Governo e Comunicação/PMU 

A secretária municipal de Cultura e Turismo, Mônica Debs, comentou sobre as ações da pasta alusivas ao Centenário da Casa da Cultura. “Celebrar e estar presente em uma edificação de 100 anos é algo extremamente significativo. É a comprovação de que a cidade cultiva suas memórias, preserva seu patrimônio e, principalmente, destina esses imóveis históricos para serem usufruídos pela classe artística”, disse.

A exposição coletiva Olhares sobre a Cidade vai até o dia 29 de setembro, das 12h às 18h, na Galeria de Arte Geraldo Queiroz. As peças expostas são assinadas pelos artistas Assis Guimarães, Elisa Ribeiro e Hélvio Lima. Até a mesma data, os frequentadores poderão conferir também a exposição Memória à Mesa, na Sala de Experimentações Visuais, com produção do Grupo Retomba e curadoria de Gabriela Carneiro. 

Patrimônio

Ao longo de um século, o prédio tombado em 1985 – quando se tornou Casa da Cultura – serviu para vários propósitos, passou por restaurações e adaptações que trouxeram à tona vários elementos originais, como a pintura das paredes, a madeira das janelas e portas, além de detalhes arquitetônicos significativos como os arcos e os alicerces de pedra. Em 2007, o espaço foi reaberto à comunidade. Na ocasião e novamente em 2018/2019, recebeu novas melhorias com trabalhos de restauração e pintura.

A Casa da Cultura foi construída entre 1920 e 1922 pelo Coronel Eduardo Marquez. O projeto arquitetônico foi inspirado em um palacete que o Coronel viu e se encantou durante visita a São Paulo. O projeto foi elaborado pelo engenheiro Fernando Paes Lemes, enquanto a construção ficou a cargo do empreendedor Américo Zardo.

Como destaque está a “Cerimônia Oficial de Comemoração aos 100 Anos da Casa da Cultura”, que ocorre com a presença de familiares e moradores remanescentes da casa, autoridades e funcionários da SMTC no próximo dia 25, quinta-feira, das 20h às 21h. Um dia antes, na quarta-feira (24), a partir das 20h, a inauguração oficial da sala Cora Pavan Capparelli em homenagem a uma das fundadoras do Conservatório Musical de Uberlândia, o Conservatório Estadual Cora Pavan Capparelli.

A Casa da Cultura oferece os seguintes espaços destinados a exposições e eventos culturais: Sala Geraldo Queiroz, Sala de Experimentações Visuais, Salão Azul, Salão Nobre, Memorial da Casa, Pinacoteca com exposição do acervo de gravuras e Sala “NUPPE na Casa da Cultura” (Núcleo de Pesquisa em Pintura e Ensino-UFU).

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Veja Também