Notícias

Secretaria de Saúde participa de novo seminário sobre vigilância alimentar e nutricional

Encontro nesta quinta (3) e sexta (4) foi marcado pela apresentação dos resultados de pesquisa da Fiocruz
31 de março de 2023

Depois das etapas de oficinas realizadas em 2022 e da pesquisa da Fiocruz sobre a implantação da Vigilância Alimentar e Nutricional (VAN) na Atenção Primária aplicada no  município, os profissionais do Comitê Gestor da Pesquisa Local (GPD– UDI) participaram, nesta quinta (29) e sexta-feira (31), do seminário para avaliação dos resultados e discussão das recomendações para que a cidade continue com uma cobertura adequada no acompanhamento nutricional. As reuniões aconteceram no Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz (Cemepe) e na UFU.

O seminário “Avaliação Participativa e Vigilância Alimentar e Nutricional em Minas Gerais: apresentação dos resultados e discussão das recomendações” faz parte da pesquisa financiada pela Rede de Programas de Políticas Públicas, Modelos de Atenção e Gestão do Sistema e Serviços de Saúde (PMA), da vice-presidência de Pesquisa e Coleções Biológicas da Fiocruz e contou também com apoio e participação da Diretoria de Promoção à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais.

Os profissionais do Comitê Gestor da Pesquisa Local (GPD– UDI) e participantes avaliaram os resultados da pesquisa e discutiram as recomendações prioritárias para o município durante o seminário. Segundo a referência técnica do Município no setor de Vigilância Alimentar e Nutricional, Isabel Lima, Uberlândia obteve um resultado positivo dentro do que foi analisado, e agora o foco é colocar em prática as recomendações para aprimorar o trabalho.  

“A implantação da vigilância alimentar no município foi considerada ‘satisfatória’, mas ainda podemos melhorar. Após a pesquisa e discussão dos dados, um ponto importante verificado é a necessidade de melhorar a comunicação e o apoio intersetorial para continuar ampliando a cobertura do nosso acompanhamento, principalmente o acompanhamento de pessoas em vulnerabilidade social, além de elaborar uma política municipal de vigilância alimentar e nutricional”, disse Isabel.

O seminário também contou com representantes da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), do Conselho Municipal de Saúde, da Superintendência Regional de Saúde, representantes da sociedade civil organizada e pesquisadoras do Laboratório de Avaliação de Situações Endêmicas Regionais (LASER), da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz (Ensp/Fiocruz).

Veja Também

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies. Ao aceitar, você terá acesso a todas as funcionalidades do site. Se clicar em "Rejeitar Cookies", os cookies que não forem estritamente necessários serão desativados. Para escolher quais quer autorizar, clique em "Gerenciar cookies". Saiba mais em nossa Declaração de Cookies.

Configurações avançadas de cookies

Para melhorar a sua experiência na plataforma e prover serviços personalizados, utilizamos cookies.

Cookies estritamente necessários

Esses cookies permitem funcionalidades essenciais, tais como segurança, verificação de identidade e gestão de rede. Esses cookies não podem ser desativados em nossos sistemas. Embora sejam necessários, você pode bloquear esses cookies diretamente no seu navegador, mas isso pode comprometer sua experiência e prejudicar o funcionamento do site.

Cookies de terceiros

O portal uberlandia.mg.gov.br não tem controle sobre quais cookies de terceiros serão ativados. Alguns cookies de terceiros que podem ser encontrados ao acessar o portal:
Domínios: Google, Youtube, consulte mais em