Notícias

Prefeitura oferece palestra para detentas que produzirão absorventes reutilizáveis

Evento focado na dignidade feminina e ciclo menstrual integra ações do ‘Programa BioSocial – Ação que traz dignidade’
1 de julho de 2022
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

A Prefeitura deu andamento à implantação do ‘Programa BioSocial – Ação que traz dignidade’ nesta sexta-feira (1º) com uma roda de conversa sobre dignidade feminina realizada com detentas da Penitenciária Professor João Pimenta da Veiga. O bate-papo foi conduzido pela cofundadora da Herself e especialista em Tecnologia e Inovação Social, Raíssa Assmann Kist. O encontro sediado na unidade prisional complementa a capacitação realizada na quinta-feira (30) com instrutoras da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth) para a confecção de absorventes reutilizáveis. As técnicas serão replicadas para as detentas – responsáveis pela mão-de-obra dos produtos.

O bate-papo integra o projeto “Revolucione seu ciclo”, da Herself, e foi acompanhado por servidores da Sedesth e da unidade prisional. A ministrante, Raíssa Assmann Kist, destaca a oportunidade oferecida via gestão pública de agregar conhecimento às detentas sobre o funcionamento do próprio corpo, influência da menstruação ao longo do mês e das fases da vida.

“É super importante unirmos protagonistas das esferas pública e privada que se organizaram para falar abertamente de menstruação entendendo que todos são agentes de transformação e convivemos com pessoas que menstruam. É uma etapa focada na educação menstrual para trazer essa autonomia e entendimento de como a menstruação é um sinal importante de saúde na vida delas e que elas possam reproduzir uma nova narrativa mais positiva e com mais informação para as demais mulheres do sistema prisional e as pessoas que conviverão quando egressas”, afirmou.

Prefeitura oferece palestra para detentas que produzirão absorventes reutilizáveis 1
Cleiton Borges – Secretaria Municipal de Governo e Comunicação/PMU

Produção de absorventes reutilizáveis

Uberlândia é o primeiro município da região Sudeste a implantar a capacitação com a tecnologia dos absorventes reutilizáveis. A iniciativa viabilizada pela Prefeitura visa desenvolver a qualificação, a reintegração social e profissional das mulheres reclusas, fomentando sua autonomia profissional e financeira e oportunizando a remissão da pena. Os benefícios incluem o conhecimento sobre o corpo e a saúde feminina, além de reduzir o impacto ambiental. Em continuidade ao trabalho feito pelas detentas, a Sedesth analisa a expansão do programa para equipamentos do município.

Andamento

O amadurecimento da ideia até chegar à concepção e execução do ‘Programa Biosocial – Ação que traz dignidade’ começou em maio de 2020, quando a Prefeitura se atentou à necessidade de confeccionar máscaras descartáveis para prevenção e combate à pandemia de Covid-19. Com a diminuição dos casos, a gestão municipal, juntamente com a direção da penitenciária, resolveu desenvolver outro produto para aproveitar o maquinário, a oficina e mão-de-obra carcerária visando a questão social do trabalho de penada, então foi iniciada com mão-de-obra de detentos a fabricação de lençóis hospitalares.

Com o êxito da parceria, a Prefeitura resolveu implantar a confecção dos absorventes reutilizáveis para que abrangesse um número maior de detentos, trabalhando agora com o público feminino.

Em março deste ano, o prefeito Odelmo Leão realizou assinatura simbólica do acordo de cooperação para a realização da oficina da confecção de absorventes reutilizáveis. A ideia teve início em novembro de 2021, durante a  mesa redonda “Mulheres que Inspiram”. Na ocasião, uma das palestrantes foi a ministrante do curso que acontecerá na penitenciária, Raíssa Assmann Kist.

Compartilhe:
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Destaques

Veja Também

All articles loaded
No more articles to load